Polícia indicia três pessoas por golpes no aplicativo “OLX”

Crimes incluem “compra” de tablets e celulares.
Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O delegado Abraão Almeida, da 7ª delegacia de Polícia Civil do Amapá, indiciou três pessoas por estelionato e associação criminosa. Elas são apontadas como autoras de golpes na internet, com a compra falsa de celulares e tablets através de pagamento bancário jamais depositado.

De acordo com as investigações, pelo menos quatro pessoas foram vítimas da quadrilha na zona norte de Macapá. Outras duas pessoas compraram os objetos e vão responder por crimes de receptação.

Foram indiciados por golpes no aplicativo “OLX”, Wandersson Oliveira de Souza, conhecido por “Tcheco”; Michael Pereira dos Santos, o “Play”; e Wanderson Farias Cyrillo, o “Chico do Balde”, este, supostamente, o chefe da quadrilha.

Segundo o delegado, a quadrilha agia em conjunto. Uma pessoa mostrava interesse no objeto anunciado e entrava em contato com o vendedor. O outro dava entrada no depósito, mas sem valor nenhum.

“Na hora de depositar o valor eles não colocavam nada. Só que, mesmo assim, o banco emite um comprovante. E eles mandavam isso para a vítima, que, achando que o dinheiro já estava em conta, entregava o objeto para o criminoso interessado”, explicou o delegado.

“Quando banco estornava o depósito, a vítima já tinha perdido o objeto. Os criminosos sempre faziam um rodízio de quem supostamente depositava e quem iria buscar o objeto”, completou.

Dois dos criminosos já tinham passagem pela polícia, um por tráfico de drogas e outro roubo. Segundo o delegado, a orientação é para que a população tenha cautela em negociações pela internet.

“A orientação é para aguardar o depósito ou sempre receber o dinheiro em espécie. Além de pedir a documentação do objeto”, sugeriu.

 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.