Por falta de dinheiro, bebê pode ficar cego

Família pede ajuda para levar criança para São Paulo, para ser submetida a uma cirurgia
Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O pequeno Lorenzo Cruz do Carmo, de três meses, corre o risco de ficar cego. A criança nasceu com um glaucoma congênito, diagnosticado há apenas uma semana. A cirurgia para reverter a situação não tem no Amapá, e a família pede ajuda.

Lorenzo e os pais, Liliane Cruz Fonseca e Afonso Euler do Carmo, moram no interior do Mazagão Novo. Eles não têm condições financeiras para arcar com as passagens e hospedagens para o procedimento cirúrgico da criança em São Paulo.

Bebê Lorenzo tem três meses de vida Foto: Arquivo Pessoal

A doença rara não tem cura e afeta a pressão intra ocular. Mas a cirurgia pode reverter danos, como a cegueira. A maneira encontrada pela família foi fazer uma vaquinha online e pedir ajuda.

“Ele não tinha feito o teste do olhinho. Quando as manchas apareceram, corremos para o médico e ele foi diagnosticado. A gente está correndo atrás de dinheiro para custear as passagens e hospedagens”, disse a tia da criança, Ediene da Silva Cruz.

Olhos da criança apresentam mancha Foto: Arquivo Pessoal

A família já deu entrada para receber ajuda por meio do Programa de Tratamento Fora de Domicílio (PTFD), mas aguarda resposta.

As doações podem ser feitas na conta corrente 013.00001016-7, agência: 2807 da Caixa Econômica Federal, em nome de Ediene da Silva Cruz, e, também, na conta poupança 34.103-7, agência: 4544-6, do Banco do Brasil, no nome do tio do bebê, Luceni Souza de Sá. Mais informações no (96) 99207-9727.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!