Após acordo com governo, Sinsepeap diz que campanha salarial continua

Presidente do sindicato avaliou que movimento terminou vitorioso
Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos em Educação do Amapá (Sinsepeap) se manifestou durante coletiva de imprensa, nesta sexta-feira (6), sobre o fim da greve. A presidente da categoria falou das negociações com o governo e da continuação das campanhas salariais e de valorização.

A presidente do Sinsepeap, Kátia Almeida, disse que a categoria conseguiu uma conciliação histórica intermediada pelo Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap) com o governador do Estado Waldez Góes (PDT).

“A nossa categoria é vitoriosa porque não aceitamos e paralisamos em todo o estado. Nós conseguimos com o Tjap, o corte na tabela e o reajuste. Não vamos parar por aqui, nossa campanha continua”, disse a presidente.

A categoria iniciou e suspendeu a greve na quarta-feira (4), após uma longa audiência de conciliação no Tjap. Foi mantido o aumento de 15% para 20% na regência de classe, que já tinha sido concedido pelo governo, e a classe conquistou o corte na tabela de progressão que representa cerca de 3,3% de aumento salarial.

Presidente do Sinsepeap, Kátia Almeida. Fotos: Denise Muniz

Além disso, as partes acordaram que o projeto de lei que vai garantir o corte seria encaminhado para a Assembleia Legislativa, na quinta-feira (5).

“Com a nossa força nas ruas nós conseguimos trazer o governador para a nossa mesa de negociação. E, de fato, abrir um diálogo com o governo, que antes era só expositivo”, destacou Kátia Almeida.

Segundo a presidente, o diálogo com o governo seguiu não só com as pautas econômicas, mas a valorização dos profissionais da educação, mais saúde aos servidores e revogação de normativas.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!