Pesquisador lança livro sobre medicamentos à base de plantas

O farmacêutico e pesquisador José Carlos Tavares desenvolve trabalho com fitoterápicos há 30 anos
Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

O Phd e pesquisador José Carlos Tavares, da Universidade Federal do Amapá (Unifap), vai lançar a segunda edição do livro “Fitoterápicos anti-inflamatórios”, na noite desta quarta-feira (11). O evento ocorrerá a partir das 19h30min, no bloco do curso de Farmácia da Unifap.

Tavares desenvolve pesquisa de medicamentos à base de plantas, os fitoterápicos. O livro é recomendado pela Agência Nacional de Saúde (Anvisa) para ser usado como base por médicos que queiram prescrever esse tipo de medicamento a pacientes. Segundo o farmacêutico e pesquisador, há uma grande carência de livros que tenham base cientifica para a área.

O autor já trabalha com pesquisa de medicamentos fitoterápicos há 30 anos. Ele conversou com o portal SELESNAFES.COM sobre o assunto.

Obra será lançada nesta quarta (11). Fotos: André Silva

Você se inspirou em alguma outra linha de pesquisa?

Eu desenvolvo algumas linhas de pesquisa, principalmente estudando doenças inflamatórias. Esse fato me levou a dedicar a escrever este livro baseado na aplicação de fitoterápicos, quer dizer: medicamentos à base de plantas para resolução de problemas inflamatórios.

Existiram situações inusitadas enquanto você realizava essas pesquisas?

Logicamente que todos os estudos que desenvolvo até hoje sempre são baseados no conhecimento tradicional. Então, em relação a isso, é lógico que avaliamos a forma de aplicação desse conhecimento e trazemos esse conhecimento para o laboratório e pesquisamos se é verdade ou não. Então lógico que nos deparamos com coisas inusitadas, quando nos deparamos com algumas formas de aplicação tradicional e popular que envolve inclusive, as considerações em tempo de lua e em tempo de sol, essas coisas todas que nós não podemos descartar. Então nós consideramos, e trazemos para uma realidade mais cientifica.

Quantas plantas serviram de base para a pesquisa?

Neste meu livro nós relatamos o uso de mais de 25 plantas. Algumas delas são de ocorrência na região amazônica, mas gostaria de ressaltar que todas essas plantas que estão descritos no livro, foram muito bem estudadas cientificamente. Algumas foram estudadas em laboratório, outras estudadas clinicamente. Então podemos dizer que são plantas completamente validadas por profissionais como: médicos, farmacêuticos, dentistas e enfermeiros.

Por que investir no estudo de medicamentos à base de plantas?

Investir em pesquisa de plantas medicinais para gerar um novo medicamento, é a forma mais barata de chegar até um medicamento final. Muitas indústrias farmacêuticas têm grande interesse em estudar plantas medicinais e produtos naturais porque é a forma mais barata de chegarmos a um medicamento extremamente eficaz. Só pra você ter uma ideia, a maioria dos medicamentos utilizados para alguns tipos de câncer vieram a partir de produtos  naturais, principalmente de plantas medicinais. Posso citar como exemplo o Taxol. Então nós temos que investir na pesquisa de produtos naturais para gerar novos medicamentos com grande potencial.

Tavares explica que pesquisas com plantas medicinais podem levar a novos medicamentos

As plantas são todas da Amazônia?

Não. Nem todas as plantas que estão descritas como fitoterápicos neste livro são de origem amazônica. Mas nós temos grandes representantes que são o óleo de copaíba, óleo de andiroba, escada de jabuti, que são plantas que ocorrem principalmente no estado do Amapá, que já foram validadas cientificamente em  vários estudos científicos e que foram realizados por nós e foram aplicados em vários problemas de inflamação como artrite reumatoide e alguns tipos de inflamações tópicas, por exemplo.

Qual é a proposta do livro, o que ele traz, receitas de medicamentos?

O livro traz desde o conhecimento básico de um processo inflamatório, quer dizer, é um livro extremamente cientifico direcionado a profissionais da área da saúde. Como também, traz o relato cientifico do uso de determinados fitoterápicos. E volto a dizer: todas essas espécies de vegetais descritas neste livro tem base cientifica, em termos de estudos. Então isso que é o interessante, principalmente para termos como documento chave para orientar profissionais da área da saúde que trabalham prescrevendo. É um livro que tem como base fitoterápicos que podem ser usados no caso de doenças inflamatórias. Tudo que está descrito foi perfeitamente comprovado.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.