Projeto de Temer retira R$ 50 milhões de emendas destinadas ao AP, diz Randolfe

Projeto do executivo aprovado em 2017 prevê corte nos recursos das bancadas federais
Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O corte nas emendas de bancada para 2018, aprovado pelo Congresso Nacional no ano passado, atingem cerca de R$ 49,9 milhões do montante destinado ao Amapá. De acordo com o senador Randolfe Rodrigues (REDE), a medida retira R$ 15 milhões só da área da saúde do Estado.

O parlamentar explica que na saúde, os recursos estavam destinados para a estruturação da rede de serviços de atenção básica, reforma e aparelhamento de unidade estaduais de saúde; e para  o programa de procedimento em média e alta complexidade.

A medida foi tomada pelo governo federal para abrir crédito de R$ 3 bilhões em favor de diversos órgãos do Executivo. O projeto, cujo valor original era de R$ 4,2 bilhões, provocou muita discussão em Plenário. Vários parlamentares reclamaram da retirada de recursos para programas ou projetos em seus estados.

“O projeto tem a cara de Michel Temer, que fez a pobreza voltar a crescer” disse Randolfe, que votou contra a medida.

 Segundo o senador, o corte também atinge áreas sensíveis e que precisam de investimentos urgentes como o desenvolvimento da agropecuária sustentável, dos setores pesqueiro e aquícola, projetos de estruturação turística de Oiapoque e vários outros setores que perderam os recursos das emendas de bancada.
Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!