“Diagnóstico precoce faria a diferença”, diz oncopediatra sobre câncer no AP

Médico especialista é um dos palestrantes do 1º Seminário de Oncologia no Amapá.
Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A realidade do câncer no Amapá e no Brasil foi um dos temas do primeiro dia do 1º Seminário de Oncologia e Oncohematologia do Amapá. O evento reúne alunos, técnicos e especialistas da área da saúde.

De acordo com o oncopediatra Jairo Cartum, a realidade do câncer no Amapá seria diferente se existisse um diagnóstico precoce da doença, além de um centro de diagnóstico e tratamento no estado.

“A gente sabe que um diagnóstico precoce faria a diferença. A gente recebe crianças da Amazônia com doenças muito avançadas. E quando chegam a São Paulo já não tem muito o que fazer. Isso mudaria se aqui tivesse um trabalho precoce nessa área”, disse o médico.

Aspecto do Primeiro Seminário de Oncologia do Amapá Foto: Cássia Lima

Ele trabalha em um centro de tratamento contra o câncer em São Paulo, e também faz estudos sobre a doença. Para Cartum, um centro de diagnóstico precoce é necessário para diminuir os casos de crianças com câncer. Ele foi um dos convidados para o primeiro dia do seminário.

Segundo o diretor da Unacom, Roberto Marcel, são atendidas 800 pessoas por mês com suspeitas e em tratamento contra o câncer no Amapá. A maioria faz um acompanhamento a longo prazo. Para ele, o evento é importante para a atualização dos profissionais.

“Esse é um evento científico multidisciplinar que traz a ideia do atendimento com vários profissionais que dão esse suporte. Noventa por cento dos casos, a gente encaminha para fora do estado porque são pacientes que precisam de radioterapia e serviço de oncopediatria”, falou Marcel.

Diretor da Unacom, Roberto Marcel Foto: Cássia Lima

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Gastão Calandrini, o governo trabalha para o enfrentamento do câncer no estado.

“Esse momento é único para a saúde no estado, porque estamos voltados para o enfrentamento do câncer, com a construção do hospital de Barretos e o hospital da Unacom, que devem ser construídos na Rodovia Norte Sul”, falou.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.