Alunos são dispensados mais cedo por falta de merenda, dizem pais

Direção informou que alimentação não foi fornecida por conta de ensaios juninos, mas reconheceu atrasos em repasse federal
Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

A Escola Estadual Irineu da Gama Paes, localizada no Bairro Congós, zona sul de Macapá, estaria dispensando os alunos mais cedo por falta de merenda. O diretor da escola e o tesoureiro do caixa escolar da instituição negam a informação e dizem que os alunos saíram mais cedo porque foram dispensados para o ensaio da festa junina da unidade de ensino.

Porém, um  dos pais de alunos, que não quis se identificar, disse que na semana passada a própria direção da escola teria emitido um bilhete dizendo que os alunos do turno da manhã seriam dispensados mais cedo por falta de merenda. O suposto escrito da administração foi repassado pelo pai para a reportagem do portal SELESNAFES.COM. Veja abaixo.

Suposto bilhete confirmaria a falta de merenda. Fotos: André Silva

O diretor Aroldo Freitas alegou que os alunos estão sendo dispensados mais cedo para ensaiar. Ele disse que achou melhor dispensar os estudantes sem dar a merenda para economizar, já que os repasses da merenda por parte do governo federal estão atrasados.

“Nós temos merenda, apesar dos problemas de repasse. O governo estadual está repassando religiosamente o valor da merenda, mas o governo federal não”, falou o diretor.

Diretor Aroldo Freitas: apesar do atraso do governo federal, merenda tem sido garantida

O tesoureiro do caixa escolar, Ademilson Nunes, disse que o caixa escolar tem trabalhado no vermelho desde o ano passado.

O gestor recordou que em 2017 foram bloqueados pela justiça, cerca de R$ 40 mil para pagamento de direitos trabalhista de funcionários da Unidade Descentralizada de Execução da Educação (UDE), e isso deixou o caixa da escola muito mal.

“Pelos funcionários serem lotados na escola, e a escola ter problemas trabalhistas, os valores são bloqueados. Foi o que aconteceu aqui”, disse o tesoureiro.

Merenda não teria sido fornecida, segundo a direção, por conta de ensaios juninos

A Secretaria de Educação do Estado (Seed) informou que o repasse federal da merenda foi suspensa porque a secretaria teve uma reprovação de contas das administrações passadas, porém já tomou as providências necessárias e o repasse serão normalizado ao longo desse mês, inclusive o retroativo será pago.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.