Moradores do Jandiá fecham rua contra desocupação

Presença de máquinas assustou moradores. Sims informou que remanejamento ocorrerá em agosto
Compartilhamentos

RODRIGO INDINHO

Na manhã desta quarta-feira (11), moradores da “Ponte do Axé”, no Igarapé do Jandiá, zona norte de Macapá, fecharam o cruzamento da Rua Leopoldo Machado com Avenida Ceará, no bairro Jesus de Nazaré, após máquinas chegarem para desocupar área.

O procedimento cumpre uma determinação da Justiça Federal, e corresponde à segunda etapa de reintegração da área que pertence à Infraero.

Pedaços de madeira, pneus, sofá em chamas e pessoas com cartazes e gritos de protesto obstruíram o perímetro. A servente Kátia Cilene, de 47 anos, estava no trabalho quando recebeu a notícia de que as máquinas estariam no local para retirar as famílias e destruir as casas.

“Peguei um susto. É triste e injusto saber que eles vêm e vão tirar a gente daqui sem ao menos avisar, pois ninguém tem moradia e para onde ir. Tive que sair desesperada do trabalho com medo de perder tudo”, disse Kátia Cilene.

Com cartazes…

 

… e até com fogo os moradores protestaram contra a desocupação. Fotos: Rodrigo Indinho

Moradora do local há mais de duas décadas, dona Ana Célia, de 56 anos, que é cadeirante, apela por ajuda.

“Pedimos socorro e clemência para o poder público e governantes. Criei meus filhos aqui. Não notificaram e nem fizeram nenhuma visita. Todas as famílias são de baixa renda, mal podemos pagar as contas e como vamos pagar os apartamentos?”, fez o apelo a cadeirante.

Ana Célia: na Ponte do Axé, não houve visitas

Com crianças pequenas, as amigas e donas de casa Natana Gomes, 27 anos, e Benedita Guimarães, 30 anos, também sofrem sem respostas.

“Fui na Sims mas eles não dão nenhuma resposta pra nós, queremos saber o que será de nossas vidas sem moradia”, disse Natana Gomes.

“Dá medo esperar pela boa vontade dos governantes e acordar qualquer dia e não ter teto para morar com minha família e ser tratado pior que bicho, mas se passarem para pedir voto por aqui vão todos para o lago”, falou indignada Benedita Guimarães.

Natana Gomes e Benedita Guimarães: medo e revolta

A polícia e o Corpo de Bombeiros foram acionados para o local para controlar os manifestantes, conter as chamas e desobstruir o local. 

Remanejamento e reintegração de posse

A reportagem do portal SELESNAFES.COM entrou em contato com a Sims, que informou que as famílias do entorno do Jandiá só serão retiradas da área após haver disponibilidade de imóveis no Conjunto Macapaba II para serem remanejadas. 

Polícia foi acionada para desobstruir via

A secretaria disse também que o remanejamento das famílias da Ponte do Axé para o Macapaba II deve ocorrer somente no início do mês de agosto.

A Sims comunicou ainda que, na próxima semana, os apartamentos do Macapaba atualmente habitado por invasores serão desocupados em uma reintegração de posse. 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.