Jovens aprendem como planejar, abrir e manter um negócio

Jovens empreendedores concluíram o curso nesta sexta-feira.
Compartilhamentos

RODRIGO INDINHO

Aconteceu na manhã desta sexta-feira (31) o encerramento do curso de empreendedorismo “Inova Jovem”, que foi realizado pela Secretaria Extraordinária de Políticas para a Juventude (Sejuv), em parceria com a Secretaria Nacional de Juventude. O evento ocorreu no projeto Minha Gente, no bairro Jardim Felicidade 2, na zona norte de Macapá.

O curso teve duração de uma semana e participação de 50 pessoas. Fotos: Rodrigo Indinho/SN

O curso teve duração de uma semana e participação de 50 pessoas. O objetivo foi reduzir a vulnerabilidade de jovens que não têm acesso ao trabalho formal.

A participante do curso Layana Silva, de 25 anos, pretende criar seu negócio no bairro Novo Buritizal, no ramo alimentício. Segundo ela, muito se pôde aprender nesta semana.

Layana Amaral quer abrir uma hamburgueria.

“Eu tinha uma ideia e sempre quis empreender, mas não sabia como começar. No curso, aprendemos como desenvolver uma marca, um plano de negócio para que ele prospere de fato. Minha ideia é ter uma hamburgueria com um diferencial e qualidade. No meu caso, desenvolverei pão em casa, em sabores que outros estabelecimentos ainda não estão usando, claro, com um preço acessível e um bom gosto”, disse Layana Amaral.

Já o jovem Elizeu Barbosa, morador do distrito da Fazendinha, na zona sul de Macapá, diz que trabalha há mais de dois anos com lavagem de veículos e que tem ideias para melhorar o negócio. Ele só precisava de orientações.

O jovem Elizeu Barbosa trabalha há mais de dois anos com lavagem de veículos

“Como trabalho com lavagem de automóveis, tenho que reaproveitar a água e os materiais, buscando economia, preservação e mantendo o compromisso de um trabalho sério com o cliente. Então, pude aprender coisas, aqui, para levar em frente minhas ideias e viver dignamente”, disse Elizeu Barbosa.

O secretário de Juventude do Estado, Pedro Filé, destacou a importância da articulação feita em Brasília com o governo federal para que pudesse trazer projetos de capacitação para jovens amapaenses.

Para ele, o empreendedorismo é a principal alternativa de buscar uma independência financeira para que o jovem possa garantir espaço como protagonista.

“Tem muito jovem que tem a ideia e vontade de executar um negócio, mas falta o estímulo, a capacitação. E o ‘Inova Jovem’ garante isso. Foi um período de aprendizado, onde esses jovens acabaram tendo um conhecimento acerca do que é montar, executar e ter um negócio de sucesso”, analisou o secretário.

Foto de capa: Rodrigo Indinho/SN

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!