PM é assassinada a tiros em Macapá; namorado é principal suspeito

Militar Kássio Mangas teria sido visto entrando na residência antes dos disparos
Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

A Polícia Militar do Amapá está de luto. No fim da tarde deste domingo (12), a instituição foi abalada com a triste notícia da morte da cabo Emilly Karine de Miranda Monteiro, de 29 anos, assassinada com três tiros dentro da quitinete onde morava, na Rua Rio Grande do Norte, no Bairro Pacoval, zona norte de Macapá. A vítima era lotada no Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE).

O principal suspeito do crime é o namorado, o também policial militar, Kássio Mangas, visto por testemunhas entrando no imóvel momentos antes do assassinato acontecer. Após alguns minutos, moradores ouviram disparos de arma de fogo e em seguida o militar teria deixado o local.

Emilly foi encontrada agonizando dentro do quarto. Um dos tiros acertou a cabeça. Ela foi socorrida e levada por uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) ao Hospital de Emergências de Macapá, onde minutos depois foi constatado o óbito.

Kássio Manges teria sido visto por vizinhos na cena do crime. Foto: reprodução/rede social

Para o delegado Ronaldo Coelho,a motivação do crime é passional. O militar não teria aceitado o fim do relacionamento.

“Pela manhã, o casal havia entrado numa tratativa de separação. O autor [Kássio] sai da residência onde ele morava com a vítima, volta à tarde e já comete a execução da sua companheira. Em seguida, sai normalmente, levando o carro dela. Preliminarmente, percebemos que o crime foi planejado. As cápsulas sumiram do local do crime”, narrou o delegado.

Delegado Ronaldo Coelho. Características de crime passional. Foto: Olho de Boto

 

Polícia realiza diligências. Militar ainda não foi localizado. Foto: reprodução/rede social

Agentes da Delegacia de Homicídios e a Polícia Militar fizeram várias diligências em busca do soldado. No entanto, até o presente momento, ele não foi localizado.

A Polícia Militar emitiu uma nota de pesar na manhã desta segunda-feira (13), onde lamenta o ocorrido e informa que o velório da militar ocorre na Capela Santa Rita, na Avenida Mendonça Furtado, Bairro Santa Rita.

“Aos familiares e amigos, transmitimos nossos sinceros sentimentos. Descanse em paz, nobre irmã de farda”, diz a nota. 

A cabo foi levada ao HE,mas não resistiu. Foto: Olho de Boto

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!