TRE homologa acordo e PT-AP aguarda certidão de regularidade

Dívida do partido com União foi parcelada em 59 vezes
Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Na manhã desta quarta-feira (12), a Procuradoria Geral da União no Amapá (PGU) e o diretório estadual do Partido dos Trabalhadores assinaram um acordo de parcelamento da dívida da legenda. O acordo foi publicado já com a homologação do desembargador Manoel Brito, presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP).

O PT do Amapá estava com todas as candidaturas aos cargos de deputado estadual, deputado federal e vice-governador indeferidas pelo TRE, por não ter prestado contas de mais de R$ 500 mil recebidos do fundo partidário no ano de 2015.

Presidente do PT-AP, Antonio Nogueira: partido aguarda certidão de regularidade do TRE-AP. Fotos: arquivo SN/PT-AP

De acordo com o presidente do diretório estadual do PT, Antonio Nogueira, agora resta somente a emissão da certidão de regularidade para que a legenda esteja apta ao pleito deste ano. 

“Era isso [a homologação do acordo entre União e PT] que estava impedindo a regularidade partidária. Fomos à Justiça Eleitoral solicitar a certidão e aguardamos até depois de amanhã para a emissão. Assim, cai por terra os indeferimentos [das candidaturas]”, afirmou Nogueira. 

Parcelamento

Com a não prestação de contas e, com a correção monetária, o PT-AP adquiriu dívida de aproximadamente R$ 800 mil. O acordo com a PGU fixou pagamento da quantia em 59 vezes, no dia 28 de cada mês.

A primeira parcela, de  R$ 13,9 mil, foi paga no último dia 27. As demais parcelas serão no valor de R$ 9,4 mil.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.