Cinco candidatos têm material e dinheiro apreendidos no AP

Cabos eleitorais foram presos e encaminhados para audiência de custódia
Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Cinco candidatos aos cargos de deputado federal e estadual tiveram material apreendido neste sábado (6), em operações conjuntas da Polícia Federal e Ministério Público Eleitoral (MPE).

São eles:

Acácio Favacho (Pros), candidato a deputado federal

Júnior Favacho (DEM), candidato a deputado estadual

Pastor Didio (PRP), candidato a deputado federal

Zezinho Tupinambá (PSC), candidato a deputado estadual

Pedro da Lua (PSC), candidato a deputado federal

De acordo com o MPE, as ocorrências foram registradas em Macapá e no município de Tartarugalzinho, a 232 quilômetros da capital. No total, foram apreendidos R$ 7,5 mil.

Cinco pessoas foram presas em flagrante, sendo dois homens e três mulheres. Eles poderão pagar fiança em audiência de custódia para responder aos processos em liberdade.

Dos R$ 7,5 mil, R$ 6 mil eram da campanha do Pastor Didio, segundo informou a Polícia Federal. O dinheiro seria usado em boca de urna, o que é considerado crime eleitoral.

No caso dos candidatos Pedro da Lua e Zezinho Tupinambá, duas mulheres presas no Conjunto Macapaba, zona norte de Macapá, confessaram que anotavam nomes e dados de eleitores que seriam atendidos em troca de votos.

Sobre Acácio e Júnior Favacho, a apreensão ocorreu em Tartarugalzinho com apreensão de R$ 1,5 mil e material de campanha em operação do MPE e Polícia Civil.

O número do MPE para denúncia de crimes eleitores é o 98134 5151 (WhatsApp) e 99109 7342.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!