Mulher com aneurisma aguarda há duas semanas cumprimento de ordem judicial

Paciente está na UTI do Hospital de Emergência, aguardando por cirurgia
Compartilhamentos

RODRIGO INDINHO

A família de Francisca Fernandes dos Santos Sena, de 56 anos, busca junto a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o cumprimento de duas ordens judiciais que determinam a transferência da paciente do Hospital de Emergência (HE) para uma cirurgia hemodinâmica de um aneurisma gigante que só pode ser realizado fora do estado. No Amapá não existe o aparelho.

De acordo com Silvana Sandry, filha de Francisca, se o aneurisma estourar será letal. Ela conta que o Ministério Público do Amapá entrou com a ação pedindo que a paciente fosse transferida para um leito de UTI aqui no estado, e, que, posteriormente, foi determinado que Francisca fosse transferida com emergência para outra cidade, mas, a decisão não foi cumprida.

Francisca Fernandes tem aneurisma gigante Foto: Arquivo Pessoal

“Ela precisava fazer uma angiotomografia que não foi feita, mesmo com ordem judicial, e o caso se gravou, então, a família se mobilizou e fez o exame que diagnosticou que ela tinha um aneurisma já rompido, e outro aneurisma gigante. Então, ela precisa dessa cirurgia hemodinâmica que só se faz fora do estado, estamos buscando que as autoridades se manifestem diante do caso, porque ela não pode esperar. Ela tem que viajar o quanto antes, e o Estado está passando até por cima de nossa constituição, que rege que o bem maior é a vida”, disse, indignada, Silvana.

Silvana Sandry, filha de Francisca, mostra os exames Foto: Rodrigo Indinho

As filhas de Francisca dizem que o Tratamento Fora de Domicílio (TFD) foi concedido à Francisca no dia 13 de setembro. Elas contam que procuram a Sesa para um posicionamento, mas que não recebem repostas concretas de providências acerca do caso.

Através de nota, a Sesa confirmou que “a paciente foi diagnosticada com aneurisma gigante e o procedimento cirúrgico não é realizado no estado”. E informou que “desde que tomou conhecimento, a Sesa, por meio da regulação estadual, iniciou uma articulação entre os estados para a transferência da paciente para um hospital que realize o procedimento cirúrgico. Entretanto, até o momento não houve uma resposta positiva. Atualmente, o processo está em avaliação técnica no Hospital de Clínicas de São Paulo – SP”, diz a nota.

Por causa do alto custo do tratamento, amigos e familiares promovem uma rifa beneficente em prol da saúde de Francisca Fernandes, que há mais de 20 anos é funcionária pública e está atualmente internada na UTI do Hospital de Emergência.

Rifa vai ajudar no tratamento da mulher Foto: Rodrigo Indinho

“Serão mais de 17 prêmios, e o sorteio acontecerá no dia 20 de outubro, às 17h, na Avenida Cupuaçu, no Bairro Brasil Novo, 1199. O evento será transmitido ao vivo no Youtube, pelo canal Francy Sena. O preço da rifa é de R$ 3,00, e quem quiser adquirir pode entrar em contato através do número (96) 99111-3389”, finalizou Silvana.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!