“Cobertura do Feirão Popular pode desabar”, dizem autônomos

Estrutura dos mais de 100 boxes está comprometida e período de chuvas pode piorar situação
Compartilhamentos

RODRIGO INDINHO

Vendedores autônomos que comercializam diversos produtos e acessórios no Feirão Popular, na Avenida Antônio Coelho de Carvalho, no Centro de Macapá, reclamam das condições precárias do local e denunciam que a estrutura pode desabar. Eles solicitam a revitalização das lonas e das estruturas de ferro corroídas, que cobrem os mais de 100 boxes.

O antigo Camelódromo foi revitalizado e passou a se chamar Feirão Popular quando foi entregue, em outubro de 2014. Os vendedores autônomos comercializam seus produtos no local, enquanto o Shopping Popular não sai do papel.

Lonas rasgadas…

 

… e falta de manutenção no local…

 

… indicam deterioração do espaço Fotos: Rodrigo Indinho

O autônomo Jaime Santana, de 45 anos, há dez anos trabalha com uma loja de assistência de celular e venda de acessórios no local. Ele relata que a estrutura pode desabar a qualquer momento em cima dos clientes e trabalhadores.

“Estão chegando as festas de final de ano, e junto com elas vêm fortes ventos e chuvas. Essa estrutura não aguenta mais. O risco de desabar em cima dos clientes e trabalhadores é enorme. Além da água que passará direto para os boxes, danificando produtos, já que as lonas estão todas danificadas. Pedimos uma providencia da prefeitura”, cobrou Jaime Santana.

Jaime Santana: estrutura não aguenta mais

Procurada pelo portal SelesNafes.com, a prefeitura de Macapá não enviou posicionamento oficial sobre o caso até o fechamento desta matéria.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.