Jovem que perdeu Enem após assalto ganha bolsa em faculdade

Edelson Trindade diz que fará o curso de engenharia civil e também seguirá se preparando para o Enem
Compartilhamentos

RODRIGO INDINHO

O sonho do estudante Edelson da Costa Trindade, de 21 anos, de entrar no ensino superior, começou a virar realidade, durante a tarde desta segunda-feira (19). Ele ganhou uma bolsa de estudos integral, por um ano, em uma instituição particular da capital, localizada na Rodovia Juscelino Kubitschek, no Jardim Equatorial.

O jovem levou uma pedrada na cabeça durante um assalto, quando estava a caminho do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 e acabou perdendo a prova, no dia 11 de novembro. 

Curso de Engenharia Civil foi apresentado a Edelson Fotos: Rodrigo Indinho

O caso ganhou repercussão nacional pela determinação de Edelson Trindade em querer fazer a prova, mesmo estando ensanguentado. 

Sensibilizada com a história do garoto, a professora e advogada Greice Souza decidiu ajudar custeando um ano de cursinho preparatório para Edelson e lançou buscas pelo garoto nas redes sociais.

A professora e advogada Greice Souza encontrou com Edelson Trindade no dia 13 de novembro Foto: Rodrigo Indinho/arquivo SN

No dia 13 de novembro, um forte abraço registrado pelo Portal SelesNafes.com marcou o encontro emocionante entre ele e Greice, que se tornou a madrinha do estudante prometendo acompanhar a vida acadêmica do rapaz. Ela diz que mais uma conquista está sendo alcançada com a bolsa.

“Muitas pessoas na postagem do portal emplacaram a campanha de que uma faculdade doasse uma bolsa. O diretor da Estácio Famap entrou em contato e se disponibilizou a doar essa bolsa integral e se comprometeu que após esse período vai estar lutando para inserir o Edelson no mercado de trabalho e dar um desconto bem generoso para que ele conclua o curso. Estou muito feliz, é meu presente de Natal antecipado. Graças a boa ação das pessoas e a repercussão estamos ajudando esse jovem a entrar no curso superior”, comemorou Greice Souza.

Diretor geral da Unidade AP da Estácio, Anderson Chagas, apresenta a faculdade ao jovem

A bolsa integral no curso de Engenharia Civil é de um ano, o que equivale a dois semestres. A mensalidade normal do curso é de cerca de R$ 1,3 mil, valor que Eldeson não terá que pagar mensalmente durante esse período.

“Um ato tão nobre da professora Greice que também nos sensibilizou. Visitamos a casa onde ele está hospedado e como percebemos que o sonho dele é de estudar, estamos oportunizando a ele essa bolsa de estudos. Mantemos o compromisso como instituição séria de que o sonho dele será realizado a partir de fevereiro”, afirmou Anderson Chagas, diretor geral da Unidade Estácio Amapá (Famap).

Após ingresso, Edelson buscará inserção no mercado de trabalho

“Estou muito feliz. Quero agradecer de coração todos que acreditaram em mim e estão me oportunizando esse momento. Farei o curso e continuarei estudando pra fazer o Enem novamente. Quero agradecer, em especial, minha madrinha Greice por estar lutando por mim e a faculdade pelo excelente presente”, empolgou-se Edelson Trindade.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.