Restaurante Popular fecha as portas, mas prefeitura afirma que é provisório

PMM informou que empresa contratada para preparar as refeições não estava cumprindo cláusulas do contrato
Compartilhamentos

RODRIGO INDINHO

Depois de três anos em atividade, o Restaurante Popular fechou as portas. Segundo a prefeitura de Macapá, a situação é provisória e necessária, já que a empresa que geria o lugar não estaria cumprindo com o contrato.

A PMM anunciou que cancelou o contrato e iniciou um novo processo licitatório organizado pela Procuradoria Geral do Município (Progem) e Secretaria de Assistência Social e do Trabalho (Semast).

“Até que todo processo seja encerrado, o Restaurante Popular ficará fechado para que o Município possa fazer uma avaliação e o inventário do local, uma vez que se trata de patrimônio público, para que então a outra empresa possa assumir os serviços”, limitou-se a informar o comunicado.

A prefeitura diz que não pode divulgar os itens que não estariam sendo cumpridos pela empresa porque isso atrapalharia o processo de distrato.

Restaurante atendida mais de 200 trabalhadores todos os dias. Fotos: Arquivo/SN

Refeição custava R$ 3

O Restaurante Popular fica na Avenida Piaui, no Bairro do Pacoval, zona leste de Macapá. O lugar foi inaugurado em setembro de 2015, depois de uma espera que levou 10 anos e passou por dois governos municipais que se atrapalharam na hora de equipar o lugar.

Todos os dias, mais de 200 pessoas eram atendidas pagando R$ 3 pela refeição. A diferença, R$ 6,50, era repassada pela prefeitura à empresa contratada.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!