Tributo em Macapá homenageia “Pai da Guitarrada”

Show contará com grandes músicos do Amapá
Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Um show na noite de sábado (10), a partir das 22h, no Bar e Restaurante Norte das Águas, no Araxá, homenageará o ícone da guitarrada paraense, Mestre Vieira.

O encontro musical é organizado pelo músico amapaense Beto Sete Cordas e contará com a participação de Finéias Nelluty, Fabinho, Déo Moraes, Cleverson Baia e Edson.

Show é organizado pelo músico Beto Sete Cordas (com o violão) Fotos: reprodução/internet

Beto Sete Cordas é funcionário público e nos anos 80, incentivado pelo pai  e irmão, se aventurou na música tocando violão, ainda na região do Araguari. Veio para a capital, se profissionalizou, passou a ser reconhecido pelo talento e ganhou do público o apelido de seu instrumento favorito.

Tocou em diversas bandas sempre com a guitarrada presente em seu repertório musical. Iniciou a carreira solo e diversificou o estilo, tocando samba e chorinho, ritmos que  também domina, mas confessa que a guitarrada é uma paixão em sua vida.

Fineias Nelluty participa do tributo a Mestre Vieira

A guitarrada e seu Mestre

O ritmo surgiu no Pará, numa fusão de ritmos da Amazônia e Caribe, como choro, carimbó, cumbia, bolero e merengue, nos anos 70, por obra de Mestre Vieira, um instrumentista nato que lançou em 1978 o disco “Lambadas das Quebradas”.

No ano de 2003, Joaquim de Lima Vieira formou com outros instrumentistas o famoso grupo Mestres das Guitarradas,  um sucesso que ganhou fãs das novas gerações e influenciou muitos grupos contemporâneos.

Idealizador do ritmo e do grupo Mestres da Guitarrada, no Pará

A guitarrada hoje é uma identidade musical do Pará, que retrata um estado que valoriza suas raízes interioranas e chama a atenção do todos pela riqueza musical regional.  Mestre Vieira faleceu em fevereiro deste ano.

Mesa: R$ 80,00

Contato: 98807-4533

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.