Com críticas e provocações, eleitos são diplomados no Amapá

Camilo Capiberibe criticou a derrota na disputa do PSB pelo governo e Senado. Lucas Barreto e Waldez responderam
Compartilhamentos

SELES NAFES

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) diplomou, na noite desta terça-feira (18), os eleitos em outubro deste ano, numa cerimônia que teve discurso com críticas ao resultado final e resposta de adversários vencedores.

Foram diplomados o governador Waldez Góes (PDT), o vice-governador Jaime Nunes (Pros), 8 deputados federais, 24 deputados estaduais, além dos senadores Randolfe Rodrigues (Rede) e Lucas Barreto (PTB).

O deputado federal Camilo Capiberibe (PSB), como o mais votado (mais de 24 mil votos), foi escolhido para discursar. Ele criticou o resultado final da eleição, apesar de dizer que aceitou.

O deputado federal disse que a decisão do TRE de tornar nulos no sistema de apuração os votos do PT, no dia da eleição, causou um prejuízo incalculável com consequências devastadoras. O PT foi impedido depois de continuar na chapa por estar com o registro partidário suspenso.

“Parcela significativa dos eleitores não quer perder seu voto. Não sufraga (vota) em que não está na disputa”, disse.

“Ficamos 10 dias fora do pleito. Mas o desejo de mudança foi cristalizado na votação que João Capiberibe teve. Perdeu a democracia no Amapá”, atacou.

Jaime, Lucas e Acácio Favacho. Fotos: Ângelo Percy

A primeira resposta foi curta, e veio do senador Lucas Barreto, que venceu a mãe de Camilo, Janete Capiberibe, com quem disputava a segunda vaga do Senado. Lucas ergueu o diploma de senador eleito e disse valorizando a vitória: “Esse foi no voto!”. Lucas foi bastante aplaudido.

Radicalização

Ao receber o diploma, Waldez beijou o documento. Disse que está mais maduro e consciente da responsabilidade do quarto mandato “para ser o governador da modernidade, consolidação do agronegócio e industrialização progressiva e consistente, com a inserção do Amapá num novo patamar de desenvolvimento”.

Jaime Nunes recebeu o diploma de vice-governador

Waldez chamou a família para receber o diploma

Waldez também respondeu a Camilo Capiberibe, lembrando que ganhou do PSB em 2006, em 2014 e em 2018.

“É importante que a gente entenda isso. Tanto quem está na situação ou na oposição precisa amadurecer, sem radicalização. É preciso ter sabedoria e humildade”, receitou, com um leve tom de ironia ao adversário do PSB.

Abstenção

Além de Waldez e Camilo, discursaram também a deputada estadual mais votada, Aliny Serrão (DEM), e o senador mais votado, Randolfe Rodrigues.

Aliny Serrão deixou claro que a alta abstenção registrada na eleição é motivo de alerta para a classe política. Randolfe disse que vai priorizar a consolidação dos incentivos da zona franca verde, e dar prioridade para a conclusão da integração terrestre do Amapá com suas BRs 210 e 156.

A manutenção da transposição de servidores também será outra prioridade. 

“Não é um favor do Brasil ao Amapá, mas um direito dos servidores”, pontuou.

Randolfe disse que vai dar prioridade às BRs e à zona franca verde

A procuradora eleitoral, Nathália Mariel, discursou logo em seguida, ressaltou a parceria com a imprensa e afirmando que o povo não aceita mais uma política de negociações obscuras. Para ele, os políticos precisam se reinventar, e honrar os votos de confiança que tiveram da população.

O presidente do TRE, desembargador Manoel Brito, foi o último a discursar. Ele disse que o TRE buscou equilibrar a disputa das forças políticas, apesar de todos os ataques ao trabalho da Justiça Eleitoral. Ele agradeceu a todas as equipes que atuaram no processo eleitoral. 

 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.