“Foi tudo muito novo nessa eleição”, diz Max da AABB sobre parecer do MP Eleitoral

Parlamentar avalia que novo parecer deverá aprovar com ressalvas movimentação financeira de campanha
Compartilhamentos

SELES NAFES

O deputado estadual Max da AABB (Solidariedade), que terá as contas de campanha julgadas nesta sexta-feira (14) pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE), se posicionou no início da tarde a respeito do parecer do Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) que é a favor da desaprovação da prestação de contas dele.

O parlamentar disse que foi difícil não apenas para ele, mas para todos os candidatos compreender e seguir plenamente todas as novas regras de prestação de contas dessa eleição.

“Foi tudo muito novo. Fui um dos primeiros a abrir conta de campanha, e o Banco do Brasil nos orientou que as doações poderiam ser feitas por depósito identificado”, comentou ele.

A Comissão de Controle Interno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) informou na auditoria das contas de Max da AABB que as doações deveriam ter sido efetivadas por transferência eletrônica, conforme determina a lei eleitoral.

Ainda de acordo com relatório da CCI, que consta no parecer do MP Eleitoral, extratos bancários da campanha do deputado foram entregues fora do prazo, e há indícios de omissão de gastos. Ele nega.

“Em relação aos extratos, o nosso contador esqueceu de incluir nos documentos entregues ao TRE. (…) Nossas contas serão aprovadas com ressalva, e iremos assumir normalmente o mandato”, avaliou.

O julgamento das contas de Max da AABB, que foi reeleito, e de outros candidatos será em sessão que começa às 17h.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!