Futuros moradores do Palácio das Águas confraternizam com a Idealiza

Futuros vizinhos participaram de um coquetel em clima de fim de ano, e conheceram detalhes de engenharia do empreendimento fechado
Compartilhamentos

INFORMATIVO

O home resort Palácio da Águas estará totalmente concluído em quatro anos, mas os futuros moradores, portanto vizinhos, já puderam se conhecer e confraternizar em clima de fim de ano. Foi durante um coquetel, na noite da última quinta-feira (13), organizado pela Idealiza Urbanismo, uma das maiores empresas de condomínios de alto padrão do Brasil, com sede no Sul do País.

O coquetel foi oferecido no show-room da Porto Belo, loja especializada em materiais de acabamento de luxo. Lançado há apenas três meses, o Palácio das Águas já é sucesso de vendas. Mais de 200 investidores adquiriram lotes no residencial que está sendo construído às margens da BR-210, há cerca de 15 minutos do Centro de Macapá.

“A Idealiza lançou o produto em setembro, e hoje queremos confraternizar com os primeiros 200 clientes que confiaram na gente. Depois de uma extensa jornada de propaganda, queremos agora ter uma maior proximidade com os nossos clientes”, justificou um dos diretores da Idealiza Urbanismo, Fabiano De Marco.

Coquete foi servido na Porto Belo, em Macapá. Fotos: Seles Nafes

Futuros vizinhos foram os primeiros 200 a confiar no primeiro produto da Idealiza no Amapá

Clima de fim de ano tomou conta dos futuros moradores

“Viemos para ficar durante 15, 20 anos, e queremos ter vínculos com a cidade”.  

“Os futuros vizinhos já vão se conhecendo, e isso vai reafirmando a confiança das pessoas na decisão que tomaram”, acrescentou.

Luxo no meio do verde

O home resort Palácio das Águas é um empreendimento fechado de luxo, onde os moradores terão à disposição espaços como golden bar, spa, salão de beleza, autolavagem (car wash), piscinas, lago, salão, quadras esportivas, praças e até uma praia artificial.

O projeto prevê a edificação desses espaços numa imensa área verde e murada, com cerca elétrica e vigilância eletrônica. Serão quase 600 lotes prontos para o cliente construir seguindo normas de um plano diretor.

Fabiano De Marco explicou detalhes técnicos que os compradores ainda não conheciam sobre o Palácio das Águas

Diretores Daniel Gorgatti, Ricardo Costa e Fabiano de Marco em agosto, na apresentação oficial da Idealiza Urbanismo

Durante o coquetel, Fabiano De Marco teve a oportunidade de explicar pessoalmente alguns aspectos de engenharia do Palácio das Águas que os futuros moradores ainda não conheciam quando viram o projeto na mídia ou quando fecharam negócio com os corretores.

Ele explicou, por exemplo, o funcionamento do sistema de esgoto e os caminhos da água da chuva pelo sistema de drenagem do complexo.

“Quem comprou tem a curiosidade de saber tudo aquilo que irá receber. Até o número de cadeiras que iremos entregar na piscina. Todos os espaços já têm mobília comprada, detalharemos até a marca do fabricante e a cor do tecido, isso quatro anos antes da entrega final. Ou seja, não são imagens meramente ilustrativas”, ponderou.

Espaços construídos ao redor do lago que já começou a ser escavado

Academia do Palácio das Águas

Praças com vários espaços de lazer e descanso, incluindo um redário

Central de vendas na entrada do Palácio das Águas

Chuvas

Mesmo na estação das chuvas, as obras continuam no Palácio das Águas. Depois da abertura de ruas e paisagismo, as equipes se concentram agora na escavação do lago que terá 16 mil metros quadrados, o equivalente a mais que um campo e meio de futebol (tamanho oficial).

A etapa de obras deste ano será concluída nos próximos dias, e em março haverá a retomada. Em junho, haverá duas frentes de trabalho construindo os sistemas de água e esgoto.

“Como se diz na engenharia, faremos um forte ataque de construção civil na obra”, concluiu De Marco.

Entrada do empreendimento na BR-210, a 15 minutos do Centro de Macapá

 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!