Amapá passa a ter documento de veículos em versão digital

Documento eletrônico de veículos tem o mesmo valor legal do CRLV impresso, que continua sendo obrigatório
Compartilhamentos

RODRIGO INDINHO

O Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) na versão digital, que é o documento dos veículos, começou a ser disponibilizado para os motoristas nesta sexta-feira (11), no Amapá. O Estado é nono no país a adotar a ferramenta.

Através do aplicativo “Carteira Digital de Trânsito”, será possível cadastrar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o CRLV, documentos de porte obrigatório, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A ferramenta é disponível somente para pessoa física, jurídica até o momento não.

Inácio Maciel (Detran): praticidade e segurança Fotos: Rodrigo Indinho

O documento eletrônico de veículos tem o mesmo valor legal do CRLV impresso, que continua sendo de emissão obrigatória. Por enquanto, o app só pode ser baixado nas lojas Google Play App Store.

De acordo com o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Amapá, Inácio Maciel, o documento não terá custos no Estado. Mas só poderá obtê-lo quem já tiver pago o licenciamento de 2018.

“É uma maior segurança na expedição do documento. Quem já tem o aplicativo da CNH Digital não precisa baixar o novo. Basta atualizá-lo, e a migração será feita automaticamente. Quem não tem pode baixar a ferramenta, pois o aplicativo é o mesmo. Mas não necessariamente precisa ter um para obter o outro”, explicou.

Professora Silvaneide Santos: versão digital facilita a vida

O procedimento é simples. Em menos de 5 minutos a pessoa consegue gerar o documento sem a necessidade de comparecer ao departamento. O passo a passo para se obter o documento digital pode ser visto no site do Detran-AP.

“Precisa de acesso à internet somente no primeiro acesso, após gerar o documento ele fica criptografado no aparelho e é acessado mesmo sem internet, isso facilita em uma fiscalização caso a pessoa não tenha dados móveis”, ressaltou Inácio Maciel.

Diferentemente da CNH digital, a versão física do CRLV não possui um “QR code”, ou seja, não há restrição para a emissão do documento do veículo digital. A nova versão também permite exportação em arquivo PDF, com assinatura digital — que tem validade de documento autenticado.

A professora Silvaneide Santos, já tinha a CNH digital e agora atualizou o aplicativo para possuir também o CRLV digital. Ela diz que por viver na correria do dia a dia a ferramenta facilitará na sua rotina.

“Não precisa eu estar andando com o documento e me preocupando se vai molhar ou perder. Já aconteceu de eu ser parada em uma blitz e não estar com o documento impresso e apresentei o digital, então facilita muito a minha vida”, comentou a professora.

CNH já tem versão digital

De acordo com o Código de Trânsito, o motorista que for parado sem o documento -impresso ou digital- comete infração gravíssima e pode receber multa de R$ 293,47, 7 pontos na carteira, além de ter o veículo removido.

Quem está com a documentação em dia, mas ainda não recebeu o CRLV pode pegar uma autorização no site do Detran para rodar com o veículo por até 60 dias.

O Detran-AP estuda criar uma campanha para estimular os quase 175 mil habilitados em todo o Estado para incentivar os condutores a obter o documento digital. Atualmente, apenas cerca 2,3 mil usuários o possuem.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.