Após quatro anos abandonada, Barão tem obra retomada

Operários estão na fase de limpeza do prédio, que foi tomado pelo mato nos últimos quatro anos, para tão somente começar a intervenção na estrutura física
Compartilhamentos

RODRIGO INDINHO

Fechado desde 2014 para reforma, enfim, o prédio da Escola Estadual Barão do Rio Branco – que foi originalmente inaugurado em 1946 – teve as obras de reforma e ampliação iniciadas na quarta-feira (2). A previsão de conclusão é para dezembro de 2019. Atualmente, a escola desenvolve suas atividades em um prédio alugado, no Centro de Macapá.

Funcionários preparam tapumes para começar as obras de estrutura física

No último dia 27, o Ministério Público do Estado do Amapá (MPE) cobrou do Governo do Amapá o início das obras. Na manhã desta quinta-feira (3), equipes de governo estiveram visitando novamente o prédio da tradicional instituição de ensino amapaense, para confirmar a retomada e o andamento das obras.

Segundo a Seinf, obras restaurarão originalidade da estrutura predial da escola

Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura, Alcir Matos, após ter sido dada a ordem de serviço no dia 17 de dezembro, a empresa começou a mobilização de obra, mas houve atraso por causa da ocupação ilegal do prédio por moradores de rua e usuários de drogas. Ele diz que o trabalho está dentro do prazo previsto.

Obras foram retomadas na quarta-feira (2)

“Desde o dia 2, está sendo realizada uma limpeza muito forte em todo o canteiro de obras para que os trabalhadores possam montar as outras estratégias por bloco. A obra já é ocupada em 60%, e os outros 40% será ocupado no decorrer dos trabalhos. Já isolamos, parcialmente, porque ainda temos problemas de invasões de moradores de rua, mas a polícia militar estará no apoio”, disse.

Secretário de Estado da Infraestrutura (chapéu branco) vistoriou o andamento das obras

O secretário ressaltou que, pela relevância histórica, as obras no prédio incluem restauração, para manter características estruturais originais.

Trator ajuda a limpar a sujeira e retirar o mato acumulado nos últimos anos

“Iremos resgatar toda a originalidade do prédio, incluindo a pintura original e seus detalhes arquitetônicos que devemos respeitar e preservar. Talvez, por isso, tenha demorado tanto, mas por ser uma prioridade, entregaremos em breve aos amapaenses”, prometeu Matos.

Obra contemplará reforma e ampliação da escola

O investimento por parte do Estado será de aproximadamente R$ 6 milhões. O prazo da obra é de um ano, com previsão para ser entregue em dezembro de 2019.

Fotos: Rodrigo Indinho/SN

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.