Busto de vítima de desastre aéreo passa mensagem trágica, dizem passageiros

Avião em que estavam à bordo o parlamentar, o promotor Hildemar Maia e o piloto Hamilton Silva caiu e explodiu em área de mata do AP há 61 anos
Compartilhamentos

Por RODRIGO INDINHO

Você sabia que em frente ao Aeroporto Internacional Alberto Alcolumbre, em Macapá, existe um busto em homenagem ao primeiro deputado federal do Amapá, Coaracy Nunes? O parlamentar morreu em um acidente de avião, há exatos 61 anos.

A homenagem é louvável, mas seria o melhor local para o busto, sendo que pelo terminal passam muitos passageiros e que alguns deles têm certo receio ou medo de viajar de avião?

O portal SelesNafes.Com esteve no local e conversou com algumas pessoas que fizeram o questionamento sobre o assunto.

Destroços do avião no local do desastre, ocorrido em 21 de janeiro de 1958 na localidade de Carmo do Macacoari Foto: reprodução/Blog da Alcinéa

A funcionária pública Tereza Farias, de 60 anos, que aguardava o filho chegar de viagem não lembrou para quem era a homenagem. Após ter conhecimento através da reportagem, ela opinou que o busto acaba passando uma mensagem trágica para quem vai viajar.

“Ele contribuiu muito para o Estado e a homenagem deveria ser colocada na frente de repartições ou algo que ele ajudou a criar, não no aeroporto já que ele morreu de acidente aéreo. Aqui o busto acaba ficando despercebido. Eu particularmente nem lembrava dele, mas acho que merece ser lembrado da melhor forma”, opinou.

Tereza Farias: lembranças do parlamentar deveriam ser por seus feitos Foto: Rodrigo Indinho

Raullen Silva, de 21 anos, já viajou por diversas vezes e também acha que a homenagem poderia ter sido feita de outra forma. O comerciante diz que se as pessoas que têm medo de andar de avião souberem como morreu Coaracy Nunes, talvez até desistam da viagem.

“Eu nem via esse homenageado aí, e não sabia da historia dele. É muito bom saber que contribuiu com o crescimento do Amapá. Agora, não era pra ter essa imagem dele aqui pois muita gente que tem medo de viajar de avião, pode desistir ou no mínimo ficaria muito nervoso. Para mim não afeta, mas pode afetar alguém”, disse.

Raullen Silva: quem tem medo de voar e descobre a história pode ficar assustado Foto: Rodrigo Indinho

Tragédia

Coaracy Nunes, o promotor público Hildemar Maia e o piloto Hamilton Silva morreram no dia 21 de janeiro de 1958 em um desastre aéreo, nas matas do Macacoari. Os três tinham ido participar da festa em louvor a São Sebastião naquela comunidade no dia anterior. No retorno, o pequeno avião apresentou problema, bateu numa árvore e explodiu. Não houve sobreviventes. Os três corpos ficaram carbonizados.

Deputado Coaracy Nunes Foto: reprodução/Blog da Alcinéa

Na manhã de 22 de janeiro de 1958 as urnas funerárias com os corpos de Coaracy Nunes e Hildemar Maia foram embarcadas numa aeronave da Cruzeiro do Sul. Hildemar foi sepultado em Belém; Coaracy Nunes no Rio de Janeiro, no cemitério São João Batista. O corpo do piloto Hamilton Silva está sepultado em Macapá, no cemitério N.S. da Conceição (Centro).

Quem foi Coaracy Nunes?

Chamado de “Deputado da Amazônia”, Coaracy Nunes estava exercendo o terceiro mandato quando morreu. Foi eleito pela primeira vez em 1946. Ele foi reconhecido nacionalmente por suas ações em defesa da região amazônica. É de sua autoria o projeto da construção da Hidrelétrica do Paredão e de criação da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA).

Busto está localizado em frente ao atual terminal de embarque do aeroporto Foto: Rodrigo Indinho

 

Inscrição com agradecimento ao trabalho do parlamentar Foto: Rodrigo Indinho

Além do busto, outras homenagens ao deputado foram a Escola Estadual Dr Coaracy Nunes (no Bairro Central, inaugurada em 1960), a Usina Hidrlétrica Coaracy Nunes (a primeira da Amazônia, inaugurada em 1976) e a Avenida Coaracy Nunes.

O parlamentar era também irmão de Janary Gentil Nunes, primeiro governador do Estado.

O busto deve seguir para a frente do novo aeroporto, que tem previsão para ser entregue até o fim do primeiro semestre de 2019.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.