Limpeza de ossada da baleia jubarte levará até 5 meses, diz Iepa

Mamífero foi encontrado morto por moradores em arquipélago amapaense, em dezembro
Compartilhamentos

Por RODRIGO INDINHO

Chegaram em Macapá para estudos do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa), os ossos da baleia da espécie jubarte, encontrada morta em dezembro de 2018 na região de Ilha Vitória, no Arquipélago do Bailique, no litoral amapaense.

Além da pesquisa, futuramente, o esqueleto do animal, que pesa mais de uma tonelada, deverá ir à exposição, no Museu Sacaca, na capital. O custo do trabalho gira em torno de R$ 120 mil.

Transportada em balsa, ossada chegou em Macapá nesta segunda-feira Foto: Maksuel Martins (Secom)

Os restos do animal foram transportados de balsa do arquipélago até o porto do Matapi. Já no Iepa, Campus Fazendinha, parte dos ossos do animal foram enterrados para que carne, cartilagens, tecidos e gorduras ao redor dos ossos se decomponham. O processo irá durar cerca de quatro a cinco meses. Outros ossos pequenos foram armazenados em caixa, para conclusão do processo de limpeza.

“Medimos cada osso. Após deixar passar 4 ou 5 meses enterrados, serão retirados, lavados e iniciaremos os estudos. Posteriormente, a gente entra no processo de montagem da baleia. Provavelmente faltam alguns ossos que o próprio pessoal da comunidade do bailique retirou pra guardar de lembrança. Mas fizemos o apelo e pedimos novamente que possam devolver, que será de grande valia”, comentou Alan Kardec, diretor de pesquisa do Iepa.

Alan Kardec (Iepa): esqueleto será enterrado Foto: Rodrigo Indinho/SN

Durante a decomposição o Iepa vai buscar recursos para que o esqueleto seja montado. Para isso, é necessário um investimento de R$ 120 mil. No país, existem somente quatro esqueletos de jubarte montados que são nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia e Rio de Janeiro.

Pesquisadores organizam ossada…

 

… trabalho levará entre 4 e 5 meses Fotos: Rodrigo Indinho/SN

O que provocou o encalhe e as circunstâncias da morte ainda são desconhecidos pelos especialistas. O animal adulto foi estimado em 12 metros de comprimento e com um peso entre 25 e 30 toneladas.

Na costa norte do Brasil, só existe o registro de encalhe de baleias jubarte nos Estados do Maranhão e Pará e, agora no Amapá.

Foto de capa: Rodrigo Indinho/SN

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!