Milhomem conduzirá Cultura, e possível reaproximação de Waldez e Clécio

Posse na Secult deverá ocorrer somente em fevereiro, no lugar de Dilson Borges
Compartilhamentos

Por SELES NAFES

O ex-deputado federal Evandro Milhomem (Avante) será mesmo o próximo secretário de Cultura do Amapá, vaga atualmente ocupada por Dilson Borges (MDB), irmão do ex-candidato ao Senado, Gilvam Borges.

No entanto, o papel de Evandro Milhomem poderá ir além da pasta de políticas de cultura. Conhecido pela facilidade no diálogo, Milhomem poderá assumir também a tarefa de tentar uma reaproximação institucional entre o governador Waldez Góes (PDT) e o prefeito de Macapá, Clécio Luís (Rede).

Milhomem já aceitou o convite do governador e possível missão extra. Fotos: Reprodução

Milhomem é o atual secretário de Relações Institucionais da prefeitura de Macapá, responsável pela articulação política com o parlamento e os Poderes. Foi essencial na melhora da relação entre o prefeito e a Câmara de Vereadores da capital, o que resultou na aprovação de projetos importantes enviados por Clécio.

O sociólogo de 56 anos foi deputado federal por três vezes meia (ocupou a vaga de Janete Capiberibe após cassação por compra de votos para completar seu mandato), e sempre foi ligado ao setor de produção cultural.

Milhomem já aceitou convite do governador Waldez Góes e acertou os detalhes da saída com Clécio Luís, o que deverá ocorrer de fato somente em fevereiro.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!