PM identifica dupla morta em confronto em Santana

Área do tiroteio fica localizada em um loteamento residência particular, na rodovia estadual Duca Serra.
Compartilhamentos

Por OLHO DE BOTO

A Polícia Militar (PM) continua a caçada aos suspeitos que se recusaram a se render e trocaram tiros com policiais do 4º Batalhão, na tarde de segunda-feira (28), em uma área de mata atrás de um loteamento residencial, no município de Santana.

Uma multidão de curiosos se aglomerou no local

Até a manhã desta terça-feira (29), militares continuavam as incursões na floresta localizada atrás do Residencial Áquavile Tucunaré, na rodovia estadual Duca Serra. Eles procuram dois dos quatro suspeitos que reagiram ao serem abordados no local. Dois deles morreram no fogo cruzado e os outros dois continuam foragidos.

A PM identificou os mortos como Eudo Souza e Bruno Castro da Conceição, o Bruno ‘Tatuador’ – ambos têm 25 anos. Segundo o 4º Batalhão de Santana, com eles foram apreendidas duas armas usadas no tiroteio, um revólver de calibre 38, e uma pistola de uso restrito das forças armadas e policiais, de calibre ponto 40.

Viaturas da PM cercam Pálio branco usado pelos suspeitos

Os corpos deles foram resgatados de um pequeno igarapé na floresta, e, removidos pela Polícia Técnico-Científica (Politec), já durante a noite, enquanto equipes da PM se embrenhavam na mata atrás dos outros dois suspeitos. Além das armas, um veículo, modelo Pálio, de cor branca, foi apreendido na ocorrência. Era o carro onde o bando chegou no local.

De acordo com o soldado Gadelha, da primeira equipe que tentou abordar e enfrentou os suspeitos, os militares faziam um patrulhamento rotineiro pelo local, que é diariamente frequentado por muitos populares praticantes de exercícios físicos (corridas e caminhadas).

PM fez o cerco na área de mata

“Uma pessoa que caminhava pelo local nos comunicou que, próximo à mata, avistou indivíduos armados descendo de um carro e entrando na floresta, onde tem um córrego e as pessoas de bem, inclusive, costumam frequentar. Fomos ao local apontado pela denunciante, e, avistamos os suspeitos armados. Quando tentamos abordar, eles nos receberam com tiros. Então revidamos proporcionalmente”, descreveu o militar.

Segundo ele, a primeira troca de tiros ocorreu às margens do igarapé. Quando dois dos suspeitos foram atingidos, caíram no córrego. Os corpos deles tiveram que ser resgatados por Bombeiros Militar. O confronto continuou mata a dentro, mas, até esta manhã, os suspeitos não haviam sido encontrados.

Drogas, armas e dinheiro estavam no carro utilizado pelos suspeitos

No carro em que a quadrilha estava, os policiais encontraram drogas, balanças de precisão e outros objetos que indicam atividade de tráfico de entorpecentes.

Fotos: Olho de Boto/SN

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!