Ponte do Matapi pode ser inspecionada pelo TCU

Financiamento da obra pelo BNDES justificaria atuação do Tribunal de Contas da União
Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O recente afastamento das colunas de sustentação de parte da estrutura da Ponte Washington Elias dos Santos, no Rio Matapi, entre os municípios de Santana e Mazagão, levou o senador Randolfe Rodrigues (REDE) a pedir auditoria e inspeção da obra pelo Tribunal de Conas da União (TCU).

O parlamentar explicou que o procedimento pode ser feito pelo tribunal a partir de pedido do Senado, de acordo com o inciso IV do art. 71 da Constituição Federal.  

Segundo o senador, o financiamento da obra com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) faz com que os requisitos necessários para a atuação do TCU sejam atendidos.

Senador Randolfe Rodrigues: eventual desabamento traria transtornos incalculáveis

A ponte custou até sua conclusão R$ 130 milhões. Os recursos foram obtidos por meio de empréstimo do Estado com o BNDES. Seu orçamento inicial era de R$ 89,9 milhões.

Randolfe avalia que uma fiscalização pode contribuir para que se descubram as causas que levaram a essa situação, classificada como perigosa pelo parlamentar, em que se encontra a ponte sobre o Rio Matapi.

“Com o seu eventual desabamento, vidas humanas poderão ser perdidas e transtornos incalculáveis poderão atingir a economia e a população local, razão pela qual a atuação do Tribunal de Contas da União se faz necessário neste momento” afirmou o senador.

A inauguração da ponte, em dezembro de 2016, levou ao encerramento do uso de balsas para o acesso à Rodovia AP-010. Atualmente, a estrutura atende centenas de milhares de pessoas que cruzam a região metropolitana.

Foto de capa: André Silva/arquivo SN

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.