Senador amapaense vai propor CPI para investigar mineração no Brasil

Segundo Randolfe Rodrigues, a tragédia em Brumadinho (MG) poderia ter ocorrido no Amapá, já que as barragens no Estado amapaense, segundo ele, não são fiscalizadas
Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O senador amapaense Randolfe Rodrigues, da Rede Sustentabilidade, vai propor a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquéritos (CPI) no Congresso Nacional para investigar a mineração no Brasil, incluindo os empreendimentos que já passaram e que estão instalados no Amapá.

O anuncio foi feito por ele neste domingo (27), quando visitou a região de Brumadinho (MG) atingida pela avalanche de 12 milhões de metros cúbicos de lama (rejeito de minério), provenientes de uma barragem que se rompeu na sexta-feira, 25, e devastou a pequena comunidade de Vila Ferteco, distrito de Brumadinho. A barragem pertence à mineradora Vale.

Acompanhado a ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, também da Rede, Raldolfe percorreu os locais atingidos e prestou solidariedade às vítimas. Ele também participou de uma reunião com a procuradora da República, Miriam do Rosário Moreira Lima, que foi designada pela procuradora geral da República, Raquel Dogde, para dirigir a força tarefa que acompanha o caso em Brumadinho.

Além a criação da CPI, Randolfe disse que vai apresentar, no Senado, um projeto de lei que visa tornar hediondos os crimes ambientais como o que ocorreu em Brumadinho. “Essa proposição, de minha autoria, é mais um reforço para acabar com a impunidade de quem destrói o meio ambiente”, justificou.

Segundo o parlamentar, a tragédia que ocorreu em Brumadinho poderia, também, ter ocorrido no Amapá, já que as barragens no Estado amapaense, segundo ele, não são fiscalizadas.

“Poderia ser na barragem de rejeitos da Anglo/Zamin, que está na região de Serra do Navio, com consequências imprevisíveis para o ecossistema e para as comunidades. Poderia ser nas barragens construídas pelas hidrelétricas nos municípios de Laranjal do Jari, na hidrelétrica de Santo Antônio, e de Ferreira Gomes, ou na barragem de rejeito de minério que tem no Lourenço [município de Calçoene]. O que ocorreu aqui [em Brumadinho], pode ocorrer em todo Brasil e, em especial, no Amapá”, declarou o Portal SelesNafes.com.

Segundo o parlamentar, é urgente a fiscalização nas mais de 700 barragens de todo o Brasil.

Foto: Senado Notícias

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.