24h após chuvas, casas e vias do Araxá continuam alagadas

Semob informou que usará caminhão hidrojato para melhorar vazão da água
Compartilhamentos

Por RODRIGO INDINHO 

Sem ter para onde a água escoar, casas, ruas e avenidas do Bairro Araxá, na zona sul de Macapá, continuam alagadas após as fortes chuvas que atingiram a capital nos últimos dias. O problema acontece mesmo o tempo estando ensolarado nesta quarta-feira (20) e a chuva ter parado há 24h.

O portal SelesNafes.com esteve por volta do meio-dia na Rua Setentrional, principal via do bairro, e encontrou Manoel Alves, conhecido como “Seu Jacó”, limpando sua lanchonete que foi pro fundo. Ele diz que faz três dias que não abre o estabelecimento porque a água da chuva e do esgoto impossibilita o atendimento.

Comerciante relata prejuízos com alagamento Fotos: Rodrigo Indinho

“Fica uma lagoa aqui e não tem como o freguês entrar. Estou perdendo dinheiro. Qualquer chuvinha alaga aqui, pode ver que vai fazer 24h que parou de chover e ainda está alagado, já baixou, mas mesmo assim tem casa no fundo”, disse.

Em alguns trechos, água invadiu residências

“Aqui não tem esgoto e não tem como a água escoar. Peço que a prefeitura venha dar uma olhada pra ver o que faz pela gente porque trabalho há mais de 10 anos aqui e pela população eu digo: não aguentamos mais”, acrescentou.

Próximo da lanchonete fica a Unidade de Policiamento Comunitário (UPC) do Araxá e Pedrinhas que estava com o entorno alagado. Casas e outros estabelecimentos comerciais estavam com piso coberto pela água das enxurradas.

Entorno da UPC ainda está tomado por lama

Pedestres e ciclistas se arriscam na disputa por trafegabilidade com motoristas ou motociclistas. Outros moradores chegaram a relatar que se a chuva voltar o trecho fica numa situação pior durante dias. Mesmo sem se identificar, eles dizem que o problema ocorre há anos.

O que diz a Prefeitura de Macapá

Em nota, a Secretaria Municipal de Obras (Semob) informou que já detectou o problema. Trata-se de uma área particular que foi invadida e foi obstruída a passagem natural do canal, o que tem causado dificuldades no escoamento das águas das chuvas, gerando alagamentos.

Semob comunicou que obstrução de canal pode ser a causa do alagamento

Ressaltou, que está trabalhando para minimizar os impactos causados pela chuva e que a equipe está no local e será usado o caminhão hidrojato para tentar melhorar a vazão da água.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!