Amapá lidera ranking do desemprego por 3 anos seguidos

Mulheres e pardos lideram os desempregados
Compartilhamentos

Da REDAÇÃO

O Amapá continua liderando o ranking do desemprego no Brasil. Segundo o IBGE, 19,6% dos amapaenses em idade produtiva estavam desempregados no fim do ano passado.

O resultado reflete o comportamento da economia do Amapá no 4º trimestre de 2018, o que corresponde aos meses de outubro, novembro e dezembro, e mantém uma série histórica de 5 trimestres seguidos, e de 3 anos consecutivos.

Depois do Amapá aparecem:

Bahia (17,4%)

Alagoas (15,9%)

Onde o desemprego é menor:

Santa Catarina (6,4%)

Mato Grosso (6,9%)

Mato Grosso do Sul (7,0%).

Com 18,6%, Macapá está entre as 13 capitais que estão na contramão do restante do Brasil, onde houve redução do desemprego. Confira abaixo as piores performances. 

Carteira assinada

O levantamento do IBGE também detectou a quantidade de trabalhadores com a carteira assinada: 59,6% do total. Houve aumento de 8 mil em relação ao mesmo período de 2017.

Nesse quesito, os melhores desempenhos foram de:

Santa Catarina (86,8%)

Rio Grande do Sul (82,0%)

São Paulo (80,3%)

Os piores foram:

Maranhão (50,6%)

Piauí (52,2%)

Pará (53,6%) 

Os empregados sem a carteira assinada eram 42 mil pessoas, no Amapá.

Das 298 pessoas consideradas “ocupadas” no Amapá, 28,8% estavam trabalhando por conta própria.

Do total de desempregados, 16,4% eram homens e 24,1% mulheres.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.