Aos 68 anos, morre Odilon do Acordeon

Músico estava sem fazer apresentações por motivos de saúde
Compartilhamentos

Por FERNANDO SANTOS, de Santana

Um dos músicos mais conhecidos do público da cidade de Santana, cidade a 17 km de Macapá, Odilon do Acordeon morreu na noite desta quinta-feira (31) na cidade onde vivia há mais de 30 anos. O músico morreu no Hospital de Pronto Socorro de Santana, após sofrer um ataque cardíaco.

Odilon deixa como parte do legado a imagem de um artista carismático e talentoso. Ele era maranhense, mas amapaense de coração, como sempre dizia. Por problemas de saúde, ele não vinha mais se apresentando. 

Músicos santanenses lamentaram sua morte nas redes sociais.

“Foi uma honra ter tocado com você, grande Odilon do Acordeon. Suas gargalhadas espontâneas era uma de suas marcas registradas, seus bons conselhos sempre serão lembrados. Obrigado meu amigo por fazer parte do meu ciclo de amizade. Vá em paz”, disse o músico Rubens Santana. 

“Eu e o meu tecladista Wagner, começamos nossa carreira com ele. A gente tocava nos forrozões. Ele tocava a sanfona e fazíamos a festa. Aprendemos muito com ele e estou muito chocado com a perda. Ele foi um grande professor para mim”, disse Rogério Barbosa (Rogério e Cia), um dos mais populares cantores de Santana.

O sepultamento foi marcado para o próximo sábado (2), às 10h da manhã, no Cemitério Santa Ana.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.