Após invadir residência, assaltante é morto ao confrontar a PM

O corpo do suspeito foi removido pela Polícia Técnico-Científica
Compartilhamentos

Por OLHO DE BOTO

Até a manhã deste sábado (2), ainda não tinha sido identificado o suspeito que trocou tiros com militares do Batalhão de Força Tática (BFT) após ter invadido uma residência no bairro Jardim Marco Zero, zona sul de Macapá. O confronto ocorreu na madrugada deste sábado, por volta de 2h.

Peritos fazem remoção do corpo do suspeito

De acordo com a Polícia Militar (PM), o suspeito morto e um cúmplice invadiram uma casa localizada na rua Fernando das Neves Dias. Segundo o apurado pelos policiais, a vítima, um mecânico, dormia com a família, e foi acordada com socos e coronhadas de pistola. Na casa estavam o proprietário do imóvel e outras quatro pessoas, que conseguiram se esconder e se trancar em um quarto.

Arma e celular que estavam com o criminoso morto

Conforme o relato, os criminosos perguntavam por dinheiro e joias e, a todo o tempo, comunicavam-se por celular com um terceiro suspeito. O bandido também tirava fotos da vítima para enviar ao cúmplice. E foi justamente em uma distração dos criminosos com o celular que a vítima reagiu, e, após luta corporal, conseguiu sair da casa.

Àquela altura, a vizinhança já tinha percebido a invasão e acionado a PM. Quando a vítima chegou na rua, encontrou com uma equipe do BFT. Ao entrar na residência, os militares foram recebidos a tiros e revidaram. Na troca de tiros, um dos suspeitos conseguiu fugir. O outro não teve a mesma sorte e morreu ainda no local. A arma usada no confronto, uma pistola de calibre 380, e o celular usado para tirar fotos da vítima, foi entregue no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do bairro Pacoval.

“Foi um embate muito perigoso pois os policiais estavam numa posição de desvantagem, pois a casa é de altos, onde em baixo funciona uma oficina de carros, e o suspeito começou a atirar quando os policiais ainda estavam na escada. Mas nós treinamos para este tipo de situação e os militares conseguiram se sobressair”, comentou o tenente-coronel André Luís, comandante do BFT.

O corpo do suspeito foi removido pela Polícia Técnico-Científica (Politec). A polícia acredita que os dois criminosos estavam agindo a mando de uma facção criminosa.

Fotos: Olho de Boto/SN

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.