Chuva, tiros e morte

Os dois crimes ocorreram à noite, durante a chuva, em dois pontos diferentes da capital
Compartilhamentos

Por RODRIGO INDINHO

Mesmo com chuva, a noite de segunda-feira (18) foi violenta em Macapá. Duas pessoas foram alvejadas a tiros num intervalo de meia hora em diferentes pontos da cidade. Uma das vítimas morreu no local.

No primeiro caso, um jovem identificado como Bruno Carvalho Santana, o “Bruninho”, de 20 anos, foi assassinado com um tiro na cabeça.

O homicídio ocorreu por volta das 20h30min, em frente a um estabelecimento comercial na Rua Acésio Guedes, no Bairro Perpétuo Socorro, na zona leste da capital.

Segundo o subtenente Paulo Santos, do 6° BPM, dois elementos se aproximaram da vítima e um deles, de posse de arma de fogo, alvejou Bruninho.

Através de câmeras de monitoramento foi possível perceber que os suspeitos fugiram com o auxílio de um veículo que dava cobertura.

“A dupla fugiu por um beco que passa por atrás de um supermercado e lá na outra rua um veículo Fiat Argo branco já os aguardava para dar a fuga. Pelo o que deu pra analisar é um crime com característica de execução por acerto de contas. A vítima quando menor praticava furtos e roubos”, destacou Paulo Santos.

Curiosos se aglomeram no local do crime. Fotos: Rodrigo Indinho

Bruninho: possível acerto de contas

Arma usada no crime foi encontrada dentro do carro de aplicativo

Horas após o crime, o carro foi localizado transitando no Bairro Santa Rita com três ocupantes. O condutor do veículo, identificado apenas como “Gadiel”, alegou ser inocente, e afirmou que não sabia do crime.

O motorista disse que tinha alugado o carro numa empresa para rodar pela Uber, e que estava fazendo uma corrida para Gelton Figueira da Silva, de 23 anos, e Robson Almeida Aleixo, de idade não revelada. Os dois estavam dentro do carro no momento da abordagem.

Subtenente Paulo Santos: imagens de câmeras ajudaram na captura dos acusados

No bolso de Robson foi encontrado um cartucho deflagrado calibre 38, e no interior do veículo foi encontrada uma arma de fogo calibre 38, supostamente jogada no chão por Robson no momento da abordagem.

Os três suspeitos foram detidos e apresentados no Ciosp do Pacoval acusados do homicídio do Bruno Carvalho Santana.

Segundo caso

No outro caso, Gabriel Lopes Leão, o “Gabrielzinho”, de 22 anos, levou três tiros: dois nas pernas e um no braço, e mesmo assim conseguiu sobreviver após ser socorrido e levado ao Hospital de Emergência (HE) consciente.

A tentativa de homicídio ocorreu por volta de 21h próximo ao “Bar da Loura”, na passagem Santa Catarina, no Bairro Nova Esperança.

Gabrielzinho foi levado com 3 tiros para o HE

Há poucas informações sobre o caso. O Portal SelesNafes.Com esteve no HE minutos depois do crime, e a família informou apenas que Gabrielzinho havia ido ao comércio quando foi alvejado por tiros que saíram de um carro modelo Gol, de cor escura.

A Polícia Militar informou que Gabrielzinho tem restrição de horário para ficar na rua, medida imposta pela justiça, mas, não detalhou por qual crime.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!