Davi diz que reforma da Previdência estará aprovada antes de julho

Presidente do Senado disse a jornalistas que há disposição para aprovação na casa
Compartilhamentos

Por DA REDAÇÃO

Durante café da manhã com jornalistas, nesta sexta-feira (22), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM) marcou posição favorável à reforma da previdência e avaliou que o texto pode ser aprovado entre os senadores antes do recesso de julho.

No encontro, Alcolumbre afirmou que a reforma é uma necessidade para o país e que acredita que a Câmara dos Deputados deve votar o projeto até o final de abril. Em seguida, o texto vai para Senado. De acordo com Davi, há clima na casa para a aprovação. 

“Existe o sentimento de que senadores e deputados querem votar a reforma por conta do momento que nós estamos vivendo, mas o governo tem que se articular politicamente, buscar as lideranças, os partidos e parlamentares para garantir o voto mínimo necessário”, explicou.

Senador Davi Alcolumbre avalia que reforma deve ser aprovada antes do recesso Fotos: ascom senador Davi

Batalha pela aprovação

Por se tratar de uma mudança na Constituição, o texto precisa ter o apoio de pelo menos 308 deputados federais em dois turnos de votação e 49 senadores também em dois turnos.

 Davi explicou que para aprovar a proposta, o governo precisar ter diálogo com todos os partidos.

 “Tem que conversar com os partidos, com os deputados, com os senadores, com os líderes, porque houve uma mudança no modelo de administração que se arrastava ao longo dos últimos anos. Os parlamentares precisam sentir confiança para apoiar um texto que lhe dê tranquilidade de ajudar o Brasil”, enfatizou.

Presidente do Senado conversou com jornalistas sobre como devem se desdobrar as votação na Câmara e Senado

Encontro com Waldez em Brasília

Na quinta-feira (21), Davi Alcolumbre recebeu, no Senado Federal, o governador do Amapá, Waldez Góes (PDT). O encontro foi pautado pela definição de obras e projetos prioritários para o Estado. A ideia é priorizar recursos para grandes obras como, por exemplo, hospitais e rodovias.

Além de Davi Alcolumbre, participaram do encontro os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Lucas Barreto (PDS-AP), além dos deputados Acácio Favacho (Pros-AP), Aline Gurgel (PRB-AP), Camilo Capiberibe (PSB-AP), Luiz Carlos (PSDB-AP), Leda Sadala (Avante-AP) e Marcivânia Flexa (PC do B-AP).

Presidente do Senado recebeu o governador e bancada, em Brasília

Na reunião, os participantes discutiram ainda outros pontos da chamada “Carta do Amapá”. O documento aponta 16 compromissos dos parlamentares.

1 – Pavimentação da BR-156 (Trechos Norte e Sul).

2 – Conclusão das obras e aquisição de equipamentos para o Hospital Universitário.

3 – Conclusão da Via Norte Sul.

4 – Elaboração dos estudos e projetos para a pavimentação da BR-210 (Perimetral Norte) no trecho entre os municípios de Porto Grande e Serra do Navio.

5 – Garantir a transposição para os quadros da União a todos os servidores contemplados pelas Emendas Constitucionais 79 e 98.

6 – Aprovação das normas de aperfeiçoamento da Zona Franca Verde de Macapá e Santana (origem da matéria-prima, restrição a minérios e cosméticos), bem como promover a atração de investidores para aproveitamento dos benefícios fiscais

7 – Construção do Centro de Convenções.

8 – Construção do Terminal Hidroviário de Santana.

9 – Modernização e ampliação das instalações do Porto de Santana.

10 – Construção do novo Hospital de Emergências, que poderá ser de competência federal, estadual ou municipal.

11 – Apoiar a infraestrutura dos municípios, notadamente no saneamento básico e urbanização.

12 – Avançar na consolidação dos acordos transfronteiriços entre Brasil e França.

13 – Apoio à ampliação e estruturação dos campos do Ifap no Amapá.

14 – Apoiar a expansão e modernização das escolas estaduais, municipais e Universidade do Estado do Amapá (Ueap), especialmente para a construção do novo Campus, bem como a Unifap.

15 – Conclusão da ponte sobre o rio Jari.

16 – Reforçar o Programa Minha Casa Minha Vida para novas habitações no Estado do Amapá.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!