Falso produtor de concurso de beleza é preso 2 anos após golpe

Estelionatário chegou a receber R$ 1,1mil da vítima
Compartilhamentos

Por DA REDAÇÃO

Foi preso pela Polícia Civil do Amapá um homem de 23 anos acusado de se passar por produtor de concurso de beleza para aplicar golpes.

Eduardo de Castro, vulgo “Dudu”, foi localizado e preso por meio do Núcleo de Operações de Inteligência (NOI), na quinta-feira (31). De acordo com o delegado Alan Moutinho, responsável pelo caso, ele estava em uma vila de kit nets, no bairro do Trem, área central de Macapá e não apresentou resistência.

Enganada

O golpe foi dado em fevereiro de 2017. De acordo com a polícia, Dudu se passou por integrante da organização do concurso de beleza denominado Miss Continente Brasil, realizado no Estado da Paraíba.

Delegado Alan Moutinho (NOI): golpista foi localizado e preso no Bairro do Trem Fotos: Polícia Civil AP/divulgação

Ele teria conseguido convencer a vítima que teria muitas chances de vencer o concurso e foi contratado como seu produtor no desfile de beleza, recebendo a quantia de R$1,1 mil (um mil e cem reais), mediante a assinatura de recibo e na presença do namorado da mesma.

Após o pagamento do valor, durante um período, o acusado ainda teria dissimulado que estava trabalhando na produção da vítima para o concurso, mas logo após demonstrou desinteresse em manter as tratativas com ela, chegando ao ponto de bloqueá-la no aplicativo WhatsApp.

Ao perceber que foi enganada, a vítima procurou a delegacia para registrar o fato, onde foi realizada a investigação do estelionatário, que culminou com a sua prisão.

O estelionatário foi encaminhado ao Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), onde ficará à disposição da justiça.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.