Foragido é preso e afirma que voltará a roubar

Envolvido em diversos crimes, Eduardo Gadelha do Carmo foi localizado por denúncia anônima
Compartilhamentos

Por RODRIGO INDINHO

“Já fui preso três vezes por roubo, não me arrependo do que fiz e faria tudo novamente. Já morreu todo mundo da minha família. O crime não compensa, mas vou continuar roubando porque não tem trabalho pra gente que é bandido, tá ligado. Então me aguardem”.

A declaração foi feita por Eduardo Gadelha do Carmo, de 20 anos, que estava foragido da justiça há cerca de 11 meses. Ele foi preso ao ser abordado por uma equipe do 6° BPM, nas imediações de um local conhecido como “Caesinha”, no do Bairro Perpétuo Socorro, zona leste de Macapá. 

Eduardo Gadelha do Carmo: não tem trabalho pra quem é bandido Fotos: Rodrigo Indinho

Segundo o sargento Jorge Sá, a equipe chegou até o foragido na manhã desta sexta-feira (15) através de denúncia anônima. Ele conta que quando Eduardo era menor cometeu diversos crimes na capital e no município de Porto Grande.

“É um velho conhecido da polícia pela prática de roubos e ainda tentou passar o nome errado. Ele estava na companhia de um foragido do Cesein que conseguiu fugir. O mandado de prisão de Eduardo foi expedido devido ele deixar de assinar por um período de 11 meses”, detalhou Jorge Sá.

Sargento Jorge Sá: preso cometeu crimes em Macapá e Porto Grande

“Sobre a questão do emprego, creio que ele não vai atrás e espera que caia do céu, isso não vai isso acontecer. Ele não quer trabalhar, quer ganhar dinheiro fácil e uma hora vem a dificuldade. Agora vai pra cadeia, vai pensar bastante pra ver se essa vida que ele quer mesmo. Recomendo que tenha um novo pensamento”, finalizou Sá.

Eduardo, foi apresentado no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do Bairro Pacoval, onde se encontra à disposição da Justiça.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!