Marinha recebe apoio da Amcel para doar coletes salva-vidas a ribeirinhos

Capitania dos Portos não tem orçamento para doar equipamentos de proteção individual durante a abordagem a ribeirinhos carentes
Compartilhamentos

INFORMATIVO 

Entre as 13 mil embarcações que navegam pelos rios do Amapá, um número ainda desconhecido de ribeirinhos não possui sequer coletes salva-vidas. Ainda não houve mortes em pequenos naufrágios este ano, mas a Marinha do Brasil vai intensificar a fiscalização, desta vez repassando equipamentos de proteção de graça, após uma doação feita pela Amcel Celulose.

A entrega dos equipamentos ocorreu na última segunda-feira (11), em solenidade na base da Capitania dos Portos, no município de Santana, cidade a 17 km de Macapá que possui a maior população de ribeirinhos do Estado.

A ideia é repassar os coletes aos ribeirinhos abordados nas operações de fiscalização, que serão iniciadas a partir do fim de fevereiro.

No total, estão registradas 13.337 embarcações na Capitania dos Portos do Amapá, que possui uma jurisdição gigantesca, se estendendo do Rio Oiapoque (AP) ao Rio Xingú (PA), que banha a cidade de Porto de Moz.

“Quando as empresas fazem essas doações, vidas estão sendo salvas. A Marinha não recebe orçamento para fazer essas doações. (…) No ano passado, graças a doações de empresas, conseguimos doar mais de 500 coletes”, comentou o capitão de portos, Fernando Cézar da Silva, comandante da corporação no Amapá.

Capitão dos Portos, Fernando Cézar da Silva, entre os diretores da Amcel, Motoo Fukase (presidente), Yuji Naruse e Yoshikazu Kume. Fotos: Alcione Maciel

Mais de 100 coletes reforçarão trabalho de prevenção nos rios

Capitão de Portos, Fernando Cézar da Silva assina termo de recebimento da doação

A Amcel, que doou 100 coletes, foi representada pelo presidente da empresa, Motoo Fukase, e os diretores Yuji Naruse e Yoshikazu Kume. A empresa tem focado na melhoria da qualidade de vida das comunidades do entorno do empreendimento.

“A parceria com a Capitania dos Portos faz parte da missão social da Amcel. Com essas doações a gente tem visto a redução dos acidentes como afogamentos e escalpelamentos. Todos só têm a ganhar”, observou a relações públicas em exercício da Amcel, Alcione Maciel.

Marinha tem registros de 13,3 mil embarcações entre o Rio Oiapoque e o Rio Xingú

Viatura recuperada pela Amcel

É o terceiro ano em que a Amcel repassa equipamentos de proteção individual para a Marinha.

“A ideia é continuarmos com essa parceria todos os anos”, adianta Maciel.

A Amcel também recuperou uma picape da corporação, usada em trabalhos administrativos. 

 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!