Moradores de avenida alagada em Macapá usam caiaque

Prefeitura informou estar trabalhando na desobstrução de canais
Compartilhamentos

Por RODRIGO INDINHO

A forte chuva que atinge Macapá desde o final de semana se intensificou na madrugada e manhã desta terça-feira (19), deixando várias ruas da cidade alagadas. Para fugir da água acumulada nas vias, moradores recorreram a andar de caiaque pelas vias tomadas pelas enxurradas.

Na Avenida Cora de Carvalho, no perímetro entre Eliezer Levy e Jovino Dinoá, no Centro de Macapá, a população sofre há quase 50 anos quando chegam os dias de chuva.

Professor Jackson Amaral: caiaque é único meio para se locomover Fotos: Rodrigo Indinho

O professor e artista Jackson Amaral, de 53 anos, mora no local há 45 anos e diz que o caiaque virou o meio de transporte mais utilizado pelos moradores.

“Eu e outros vizinhos temos utilizado o caiaque como forma de locomoção há um tempo já. É uma situação complicada, triste, revoltante. Investimos em nossas casas e pagamos nossos impostos mas essa vergonha e calamidade pública nunca é resolvida. A prefeitura realizou uma obra, mas pelo visto não surtiu efeito e continuamos embaixo d’água em pleno Centro”, disse Jackson.

No Vale Verde, jovem cobra por transporte em canoa

A casa da funcionária pública Valdenise Guimarães, 56 anos, foi para o fundo mais uma vez. Após percorrer a via com grande dificuldade, ela diz que além de perder móveis coloca a saúde em risco pisando na água contaminada.

“Já perdi televisão, sapatos, móveis tudo pro alagamento. Agora os bagulhos [móveis] estão todos suspensos no teto. Para sair é a maior dificuldade porque quem vai querer ficar metendo o pé na água podre da chuva e do esgoto e pegar uma doença. É muito triste tudo isso”, disse Valdenise.

Valdenise Guimarães: perda de móveis com a casa no fundo

O que diz a prefeitura sobre a Cora de Carvalho

Em nota, a PMM informou que a equipe da Secretaria Municipal de Obras (Semob) está realizando a remoção de resíduos que estão bloqueando a passagem da água, na Avenida Cora de Carvalho e Canal do Muca.

Ressaltou ainda que realizou a limpeza de 80% das galerias da Avenida Cora de Carvalho, sendo que algumas estavam totalmente obstruídas, mas foi detectado que parte delas cederam, ficando no nível do canal, o que faz com que a mesma tenha o mesmo volume de água e a vazão ocorra de acordo com a vazão do Canal da Mendonça Júnior.

Ruas no Centro de Macapá ficaram alagadas

Alagamentos pela cidade

Em outro trecho, também no Centro, o entorno de várias lojas ficou alagado. As imagens foram compartilhadas na web.

Entradas de lojas…

 

… tomadas pela água

Já na Rua 1ª, do Bairro Vale Verde, no Distrito de Fazendinha, a imagem de um rapaz utilizando uma canoa para vender travessias como se fosse um motorista de aplicativo também foi compartilhada no Facebook.

A PMM emitiu comunicados alertando a população para possíveis transbordamentos na tarde desta terça-feira que podem acontecer devido ao pico de maré.

Alguns moradores decidem encarar a água

 

Motociclista se arrisca em rua alagada

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!