Ao presidente do Senado, embaixador da França anuncia reabertura de consulado no AP

Vistos passarão a ser emitidos no Amapá, e não somente em Brasília
Compartilhamentos

Da REDAÇÃO

O embaixador da França no Brasil, Michel Miraillet, garantiu ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que reabrirá o consulado em Macapá para que os vistos voltem a ser emitidos no Amapá, e não somente em Brasília (DF), como ocorre atualmente. Foi durante um encontro, nesta quinta-feira (28), para discutir a criação do grupo de senadores “Brasil-França”.

A instalação do grupo ocorrerá no dia 4 de abril, na Comissão de Relações Exteriores do Senado. Através do Amapá, Brasil e França compartilham mais de 700 quilômetros de fronteira divididos pelo rio Oiapoque.

“O Congresso Nacional precisa dar sua parcela de contribuição às relações internacionais, principalmente aos países que tem fronteira com o Brasil”, ponderou o presidente do Senado.

O diplomata informou que nomeará um cônsul para dirigir a representação no Amapá, ainda em abril. Hoje, para retirar o visto, o viajante brasileiro precisa enviar todos os documentos para a Embaixada da França, em Brasília (DF), num processo que chega a durar 40 dias.

Encontro antecede criação do grupo de senadores Brasil-França. Fotos: Raphaela Carrera

Com os vistos e o acordo internacional, brasileiros não terão mais dificuldades para cruzar a ponte binacional. Foto: Seles Nafes

A reabertura da representação consular será acompanhada por uma delegação de senadores, por sugestão de Davi Alcolumbre.

“Aproveitando que o presidente do Senado é amapaense vamos dinamizar as relações e avançar sobre os nossos interesses mútuos”, afirmou Miraillet.

Ainda no encontro, que reuniu também os senadores Randolfe Rodrigues (Rede), Lucas Barreto (PSD) e Nelsinho Trad (PTB-MS), o grupo tratou do acordo internacional que definirá regras de tráfego na Ponte Binacional, que liga o Brasil à Guiana Francesa.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.