Em aplicativo, Amapá registra mais de 2 mil denúncias de violência contra mulher

Ferramenta registrou mais de 4 mil denúncias desde que foi criada
Compartilhamentos

Por DA REDAÇÃO 

A Secretaria Extraordinária de Políticas para as Mulheres do Amapá (SEPM) apresentou relatório com os números do aplicativo “Denuncie Mulher Amapá”. Desde que foi criada, em abril do ano passado, a ferramenta recebeu cerca de 4 mil denúncias. Dessas, mais de 2 mil na categoria violência física. 

A secretaria também expôs dados acerca do registro de casos de violência no Estado, no comparativo entre os anos de 2018 e 2017. As informações são do Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciodes). 

No ano passado, foram 402 casos de lesão corporal contra a mulher registrados e 334 no ano de 2017. 

Wellen Azevedo: mulheres estão perdendo o medo de denunciar. Foto: Secom

Apesar o incremento nos dados, a secretaria avalia que os números indicam maior conscientização das mulheres em denunciar agressores.

Além desses dados, cerca de 12,7 mil mulheres foram atendidas em seis municípios (Macapá, Santana, Mazagão, Laranjal do Jari, Porto Grande e Oiapoque) em 2018 nos Centros de Atendimento à Mulher e a Família (Camuf) e os Centros de Atendimento à Mulher (Cram).  

“É um trabalho constante para que a mulher não se sinta mais oprimida. Estamos executando e desenvolvendo todas as políticas públicas possíveis para que elas percam o medo de denunciar. Este mês será especial para as mulheres e vamos ter várias programações para informar e orientar vítimas e demais participantes”, ressaltou a secretária extraordinária de Políticas para as Mulheres, Wellen Azevedo.

Foto de capa: reprodução/internet

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!