Em Macapá, mototaxista é morto por “passageiro”

Passageiro desceu da moto e atirou na cabeça da vítima, que tinha atendido um telefonema momentos antes
Compartilhamentos

Por OLHO DE BOTO

Um mototaxista de 33 anos foi morto a tiros em uma suposta emboscada, na noite desta sexta-feira (15), no Bairro Jardim Felicidade I, na zona norte de Macapá.  

Eram 20h quando Denilson Ferreira Sena foi encontrado na Travessa Leão Zagury, já sem vida. Ao lado estava motocicleta que ele conduzia. O Samu foi acionado e confirmou que nada mais podia ser feito.

Testemunhas relataram que a vítima, momentos antes, estava em um ponto de mototaxistas, no Bairro Perpétuo Socorro, na zona leste, quando saiu após atender a um telefonema. 

A perícia constatou que o mototaxista foi atingido com um tiro na nuca e uma facada no pescoço.

De acordo com o tenente Sílvio Santos, oficial de área do 2º BPM, a vítima finalizava uma corrida, e, possivelmente, foi morta pelo passageiro, que teria fugido em um carro prata modelo Siena, visto por populares quando estava estacionado próximo ao local do crime. 

“Moradores dizem que ele prestava muito serviço por meio de telefonemas. É possível que tenha sido uma emboscada. O que há de fato é que essa pessoa solicitou o serviço, o trouxe para esse local e ceifou a vida do mototaxista, e já havia uma pessoa dentro do carro aguardando”, informou.

Mototaxista retirou capacete antes de morrer. Fotos: Olho de Boto

Vítima não tinha passagens pela polícia

A ação do atirador pode ter sido registrada por câmeras de segurança de uma escola, localizada no mesmo trecho onde o crime ocorreu.

Relato feito ao Centro Integrado de Operações em Defesa Social (Ciodes) informou que o passageiro teria descido da garupa e já atirado contra a cabeça do mototaxista. Também foi constatado que a vítima retirou o capacete antes de morrer.

Denilson Sena não tinha passagens pela polícia. As imagens das câmeras serão requisitadas pelos investigadores da Delegacia de Homicídios (Decipe) que estiveram no local e seguem em  buscas por pistas que possam identificar o criminoso. A motivação para o crime ainda é desconhecida.

Tenente Sílvio Santos: motorista aguardava para dar fuga

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.