Entrevista exclusiva: Bonfá diz que letras da Legião ainda são relevantes

Banda se apresentará em Macapá no próximo dia 30
Compartilhamentos

Por SELES NAFES

No próximo sábado (30), os integrantes da banda Legião Urbana voltam a tocar em Macapá, três anos depois da apresentação histórica que reuniu mais de 4 mil pessoas no Ceta Ecotel, na Fazendinha.

O baterista e fundador da banda, Marcelo Bonfá, de 54 anos, conversou com o Portal SN sobre pegar a estrada, interação com fãs, parceria com André Frateschi (vocal) e como as letras da Legião Urbana, a maioria delas composta em parceria com Renato Russo, continuam sendo relevantes. 

Por que o show é baseado nos discos Legião Urbana 2 e Que País é Esse?

Estamos nessa turnê comemorando algumas décadas desse momento que é o segundo disco, e o segundo disco tem uma relação muito estreita (de tempo e mensagens) com o terceiro disco. São 30 anos dos dois discos, por isso o repertório é baseado neles.

Por que foi importante a primeira turnê comemorando as 3 décadas do primeiro disco?

Pra ser bem sincero não sou muito ligado em data, sou meio perdido no tempo (risos), mas nesse momento a gravadora quis comemorar o lançamento do disco um, e a gente achou que era uma boa oportunidade de tocar juntos de novo. Fazia tempo que eu não tocava com o Dado.

O André Frateschi continua nesse projeto?

É nosso grande irmão. Desde que ele era pequeno que a gente se conhece. (…) Mesmo menino ele frequentava os nossos shows. Ele tem uma carreira artística muito bonita, é um cara muito especial. Foi escolhido por esses motivos e pela afinidade musical. Estamos com essa banda nova desde a primeira turnê.

Bonfá, Dado, Renato Rocha e Renato Russo. Foto: Divulgação

Quais os planos para 2019?

Continuar vivo…(risos).

Como diz a música de vocês, o “Mundo anda tão complicado” assim?

Nem o Renato (Russo) imaginou que se tornaria tão complicado.

Vocês pensam em gravar?

Não. A gente quer ir pra estrada. A gente tem se divertido muito tocando, e levando essas músicas que continuam tão relevantes. Estamos conversando com a galera, com os fãs. Essas músicas marcaram uma geração.

Como você se sente quando vê um jovem, que não era adolescente nos anos 80 e 90, vestindo uma camisa da Legião?

Eu percebo que a Legião tem espaço num contexto histórico. No Brasil as coisas são muito intensas, e já era assim nos anos 80. Essa galera que acompanhou a gente nos anos 80 hoje tem filhos que receberam essa mensagem da profundidade do trabalho.

“Fazia tempo que não tocava com o Dado”

A atualidade das letras também ajuda, não?

As letras são meio que um oráculo, que se prestam a várias épocas, vários tipos de pessoas.

 

Serviço: Show Legião Urbana

Data: 30 de março, Ceta Ecotel

ARENA MEIA R$ 50,00

CALÇADA MEIA R$ 60,00

CAM. PRIME MEIA R$ 70,00 (Cerveja Liberada de 21:00 às 23:00

DIRETORIA MEIA R$ 130,00 ( Cerveja Liberada apenas durante a apresentação do LEGIÃO URBANA )

CAM. EXECUTIVO p/ 15 PESSOAS R$ 3.000,00

Acima de R$ 100, parcelamento em 2 vezes

Vendas exclusivas:

Casa do Pão de Queijo do Macapá Shopping

Quiosque Ochi (Garden Shopping)

Visual Fashion (Macapá e Santana)

Mais informações:

99132-2628 / 98122-0201

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.