Menor de 13 anos que matou funcionário de lanchonete é localizado pelo Bope

Em conversa com os policiais, adolescente demonstrou frieza ao detalhar homicídio
Compartilhamentos

Por OLHO DE BOTO

Policiais do Giro, grupo de elite do Bope do Amapá, localizaram e apreenderam, na tarde desta sexta-feira (8), o menor que matou a tiros o funcionário de uma lanchonete, no Centro de Macapá, ontem (7) pela manhã. Ele tem apenas 13 anos.

Conhecido como “Gasparzinho”, o adolescente estava na casa onde mora com a mãe, em uma área de pontes do Bairro Jesus de Nazaré.  

O homicídio ocorreu às 7h30min, na Rua Professor Tostes com a Avenida Duque de Caixas, próximo ao Fórum de Macapá. Diogo Picanço, de 26 anos, havia acabado de abrir a lanchonete com a esposa quando foi surpreendido pelo assassino que chegou de bicicleta e atingiu a vítima com 3 tiros. O assassinato foi filmado por uma câmera de segurança.  

Os policiais do Bope estavam fazendo diligências desde o momento do crime, e hoje a tarde chegaram ao esconderijo dele depois de serem avisados pelo disque denúncia do batalhão.  

“Conversamos com a mãe dele, que já tinha conhecimento do homicídio, e estava procurando um meio de apresentar o filho, mas ele estava relutando”, comentou o major Jonas, que comandou a apreensão.

Policiais procuram roupa usada pelo adolescente no homicídio

Policiais do Giro receberam informação anônima sobre localização do adolescente

Menor foi apresentado na Deiai e maior no Ciosp do Pacoval

Segundo ele, o menor aparentava tranquilidade, e foi frio ao detalhar o homicídio.

“Ele alegou que a vítima do homicídio havia prometido atentar contra a vida dele com facadas, e por isso disse que se antecipou”, revelou o oficial do Bope.

“Encontramos a bermuda e o boné que ele usou no crime, mas a camisa ele disse que jogou aqui no lago. (…) Também falou que vendeu a bicicleta usada na fuga por R$ 30 a um morador da Baixada da Pará (Cidade Nova). A bicicleta também era roubada”, acrescentou.

Momento em que funcionário tenta se defender

Em celular apreendido, policiais encontraram foto do menor armado

Arma

Os policiais fizeram buscas pela arma, mas o adolescente informou que havia entregado para um outro morador da área de pontes conhecido como “Macaco”.

Na residência do suspeito, os policiais não encontraram o revólver usado no crime, mas apreenderam uma arma caseira com munições de calibre 12.  

Macaco foi apresentado no Ciosp do Pacoval, e Gasparzinho para a Delegacia de Atos Infracionais (Deiai). 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!