Obra da Maternidade da Zona Norte parou, diz MP

A menos de dois meses para entrega do prédio para OSS, adaptações não foram feitas
Compartilhamentos

Por DA REDAÇÃO

Estão paradas as obras de adaptação das áreas de nutrição e dietética e esterilização da Maternidade Bem Nascer, na zona norte de Macapá. O Ministério Público do Amapá confirmou a situação nesta segunda-feira (11), durante inspeção ao prédio.

Sem que as obras andem, o prazo para o começo das operações no prédio pela organização social de saúde que irá gerir a unidade deverá ser adiado.

Inspeção em prédio constatou que obra está parada. Fotos: MP-AP/ascom

 

Obra deve ser concluída no fim de abril, segundo previsão do Estado

A previsão era que a maternidade fosse inaugurada no dia 30 de abril, conforme acordo feito na justiça estadual após ação movida pelo MP-AP.  

Os promotores de Defesa da Saúde, André Araújo e Fábia Souza, avaliam que ficou prejudicado o cumprimento do prazo.

“Desde 2015, a data de inauguração da maternidade vem sendo adiada constantemente pelo Estado, demonstrando total falta de organização e planejamento, culminando com o prazo de 30 de abril de 2019, que dificilmente será cumprido, apesar do compromisso feito em juízo pelo próprio chefe do Executivo”, destacou o promotor de Justiça André Araújo.

Promotores acreditam que paralisação da obra inviabiliza inauguração em abril

A Promotoria de Defesa da Saúde do MP informou ainda que irá requisitar informações do Estado sobre os motivos da paralisação e os prazos para a retomada dos serviços.

A Secretaria de Saúde do Estado informou que “está definindo com a empresa responsável pelas obras de adaptação na Maternidade Bem Nascer, a retomada dos serviços. Diante disso, só poderá se manifestar quanto ao prazo, nos próximos dias”.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.