Após furto de R$ 10 mil e captura, dupla quebra celular para esconder provas

Um dos infratores foi capturado e agredido por populares no quintal de uma residência
Compartilhamentos

Por OLHO DE BOTO

Dois homens, suspeitos de terem invadido e furtado R$ 10 mil do cofre de um estabelecimento comercial, localizado no Bairro do Laguinho, foram presos pelos Militares do 6º Batalhão da Polícia Militar (6º BPM).

A invasão, a uma frutaria, ocorreu na madrugada de sábado (6), por volta de 3h. Toda a ação criminosa foi monitorada por uma empresa de segurança que, de imediato, acionou o 190.

Valores furtados foram recuperados pelo 6º BPM. Foto: Olho de Boto

Logo, o local foi cercado e um dos suspeitos foi preso quando tentava fugir, levando mais de R$ 8 mil. Ele foi identificado como Gerson Picanço Campos, de 29 anos.

A defesa dos suspeitos, porém, nega o envolvimento deles. A quantia teria sido encontrada nas proximidades de onde o primeiro acabou capturado. Os advogados Carlos Evangelista e Osny Brito, alegam que um terceiro envolvido teria abandonado o dinheiro no local e conseguido fugir. Tanto a PM, quanto o delegado de plantão contestam a versão.

As buscas continuaram e, ao amanhecer, por volta de 7h, no Bairro Santa Rita, a polícia recebeu a informação de que um homem havia sido detido no quintal de uma residência e que ele estava apanhando de populares.

Tenente Josiagab (6º BPM): segundo infrator acabou agredido por populares. Foto: Olho de Boto

 

Sonimar Jobson Gusmão do Nascimento: ficou internado. Foto: reprodução

Quando a PM chegou ao local, percebeu que o homem apresentava as mesmas características do segundo suspeito que havia participado do furto à frutaria.

Com ele, a polícia encontrou quase R$ 1 mil. O infrator foi identificado como Sonimar Jobson Gusmão do Nascimento, de 25 anos, que ficou hospitalizado em decorrência das agressões praticadas por populares.

“A viatura já estava em seu encalço. Os moradores perceberam, fizeram a detenção e ele ficou bastante lesionado. Eles atuam na madrugada, esperam um descuido para furtar residências”, relatou o tenente Josiagab, do 6º BPM. 

Ferramentas usadas no furto e celular que infrator tentou quebrar. Foto: Olho de Boto

 

Gerson Picanço Campos: o primeiro a ser preso. Foto: Olho de Boto

De acordo com o delegado José Pacheco, plantonista no Ciosp do Pacoval, os dois criminosos responderão por furto qualificado em flagrante. Possivelmente, para tentar esconder provas e outras pessoas envolvidas, um deles chegou a quebrar o celular quando foi preso e o outro tentou quebrar seu aparelho. 

“Eles negam a autoria, um joga a responsabilidade pro outro, é típico desse tipo de pessoa. Mas a vítima tem filmagens, não tem como eles correrem dessa situação”, disse o delegado.

Após audiência de custódia, Gerson Picanço Campos foi encaminhado ao Instituto de Administração Penitenciária (Iapen). Enquanto Sonimar Jobson Gusmão do Nascimento continua hospitalizado, mas deve ser encaminhado ainda este domingo (7) também para audiência de custódia.

Foto de capa: reprodução

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!