Cartilhas de combate ao feminicídio serão entregues em escolas

Senador Lucas Barreto garantirá produção de material que será usado em ações de prevenção
Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Durante a apresentação do projeto de lei municipal que combate o feminicídio em Santana, o senador Lucas Barreto (PTB), garantiu a impressão das cartilhas que serão levadas a escolas em ações educativas.

A “Lei Ediane Gomes” homenageia a pedagoga assassinada pelo ex-namorado dentro de uma escola pública, no município de Santana, em dezembro do ano passado.

Evento de apresentação da lei contou com participação da sociedade. Fotos: divulgação

No sábado (30), A Lei 2.003/2018, foi apresentada na quadra da Escola GPC, no município.

O evento foi promovido pela autora do projeto, a vereadora Kátia Lima (Podemos), e contou com a presença de representantes do Ministério Público, da Delegacia das Mulheres, do senador Lucas Barreto, dentre outras autoridades e segmentos sociais. 

Senador Lucas Barreto: garantia da impressão das cartilhas

A “Lei Ediane Gomes”, determina que a prefeitura crie um grupo itinerante para percorrer as escolas da rede pública num grande esforço de conscientização, especialmente de crianças. O grupo terá educadores e psicólogos que distribuirão cartilhas e farão palestras.

Pedagoga Ediane Gomes foi assassinada pelo ex-companheiro

O caso

No dia 27 de dezembro, a pedagoga Ediane Gomes foi assassinada, aos 29 anos, pelo ex-namorado dentro da Escola Alberto Santos Dumont, no Bairro do Elesbão. Jefferson Silva Amorim não aceitava o fim da relação, e se matou logo após o homicídio.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.