Em Macapá, ciclista idoso anda com avisos de alerta no trânsito

Vítima de acidente, Waldek José da Silva diz que medida surtiu efeito
Compartilhamentos

Por RODRIGO INDINHO

Pelas ruas e avenidas de Macapá, circula um senhor em uma bicicleta personalizada com mensagens interessantes. São alertas para conscientizar motoristas imprudentes para que novos acidentes de trânsito sejam evitados.

O dono da ideia criativa é Waldek José da Silva, de 68 anos. Além de cego de um dos lados, ele tem outras cinco doenças. O idoso já foi vítima da pressa de uma condutora e perdeu sua antiga bicicleta, que era seu único meio de transporte.

Em seu meio de transporte, Waldek José da Silva leva mensagem de prevenção no trânsito. Fotos: Rodrigo Indinho

“Há cerca de três meses, essa mulher passou por cima da minha bicicleta em uma ciclovia. Por sorte, não me machuquei. Ela foi embora, sumiu e nunca pagou os danos. Antes de sair, ela disse que não viu a bicicleta. Então, fiz essa adaptação para pessoas como ela e para que outros motoristas enxerguem que ali tem uma vida”, lembra.

Mensagens pedem respeito…

 

… dão conselhos…

 

… e informam condutores

O desempregado contou que a medida adotada vem surtindo efeito. Ele ressalta que é preciso mais conscientização no trânsito.

“O pessoal tem que aprender a dirigir. Aqui dão a seta para esquerda e entram para a direita. Estacionam onde é proibido e andam em alta velocidade. Resumindo: falta respeito com pedestres, ciclistas, deficientes, idosos e até com a sinalização. É complicado demais”, afirmou.

Mesmo doente, idoso procura trabalho para se sustentar

O idoso mora alugado em uma quitinete no Bairro do Trem. Todos os dias, seu Waldek sai pedalando pela cidade na procura de ‘bicos’ para poder sobreviver.

“Sou de Brasília-DF, moro no Amapá sozinho há 20 anos. Todos os dias preciso sair de bicicleta para catar latinhas, capinar quintais ou fazer qualquer coisa, porque preciso tomar 14 remédios por dia. Só quero andar com segurança, viver em paz e se pessoas se conscientizarem é melhor ainda”, finalizou.

Bicicleta foi obtida com doação

A bicicleta que o idoso tem atualmente foi doada por um homem e o custo para personalizá-la foi tirado de sua labuta diária. Waldek continuará transitando por Macapá fazendo o alerta por um trânsito melhor.

Pedido é para andar com segurança pelas ruas

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!