Servidor é preso em operação que investiga fraudes no Diário Oficial

HD's e um aparelho celular foram apreendidos em mandado de busca e apreensão na sede do DOE
Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Uma operação deflagrada nesta segunda-feira (1) pelo Ministério Público do Amapá (MP-AP) investiga possíveis fraudes em edições no Diário Oficial do Estado (DOE). Um servidor da imprensa oficial do Estado, que não teve a identidade revelada, foi preso. 

A “Operação Fake News” cumpriu mandado de busca e apreensão, expedido pela 4ª Vara Criminal de Macapá, na sede do Diário Oficial. No local, foram apreendidos HDs e um aparelho celular. 

Promotor Afonso Guimarães (Gaeco): MP investiga possíveis casos em que matérias foram acrescentadas indevidamente em edições passadas do DOE

As investigações são coordenadas pelo promotor de Justiça Afonso Guimarães, do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco). 

Ele detalhou que estão sendo investigadas a existência de fraudes em edições passadas do Diário Oficial, com a inclusão de matérias que não estavam publicadas na edição original.

Foto de capa: Secom/arquivo

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!