Status de Patrimônio Mundial pode colocar Fortaleza nas rotas turísticas

Fortaleza de São José de Macapá, junto com outras fortificações brasileiras, integra um grupo que concorre ao título da Unesco
Compartilhamentos

Por RODRIGO INDINHO

O título de Patrimônio Mundial da Unesco, ao que a Fortaleza de São José de Macapá concorre, juntamente com outras fortificações brasileiras, pode colocar o monumento amapaense nas rotas turísticas internacionais. É o que afirmam especialistas e organizadores de um seminário organizado nesta terça-feira (2), no auditório da Escola de Administração Pública do Amapá (EAP), para impulsionar a candidatura da fortificação.

Evento ocorreu no auditório da Escola de Administração Pública do Amapá (EAP)

Representantes das instituições envolvidas nos preparativos da candidatura se reuniram durante a manhã para avaliar o andamento das ações delegadas em encontros anteriores. Essas entidades, que são pertencentes ao poder público, à iniciativa privada e à sociedade civil organizada, compõem o Comitê Gestor da Candidatura da Fortaleza.

Segundo o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan) no Amapá, Haroldo da Silva Oliveira, é preciso que o forte seja conhecido, também, pela comunidade internacional para conquistar o status de Patrimônio Mundial.

Para o superintendente do Iphan no AP, Haroldo da Silva Oliveira, Fortaleza tem que ser conhecida internacionalmente

“Já é conhecido no Brasil inteiro, agora chegou o momento de atravessar essa fronteira e conquistar o mundo. Tem totais condições disto porque a Fortaleza de São José de Macapá tem história e traços que a diferenciam de outros fortes”, reforçou.

Ele disse que vai propor ao Governo do Amapá uma forma de gestão compartilhada com a iniciativa privada, visando estabelecer serviços de restaurante, entre outros, dentro da fortaleza, visando tornar a fortificação ainda mais atrativa.

O secretário estadual de Cultura, Evandro Milhomem, também destacou o título da Unesco como fundamental para o crescimento do turismo da região.

Secretário estadual de Cultura, Evandro Milhomem: título vai impulsionar o turismo

“Com o título, vamos abrir as portas para a Europa e para o restante do mundo. Isto vai tornar o monumento mais conhecido e colocar o Amapá nas rotas internacionais do turismo”, explicou o secretário.

Fazem parte do comitê, representantes do Governo do Amapá, Prefeitura de Macapá, Federação de Turismo do Amapá (Fetur) e Iphan. Foram convidados para o evento, representes de Poderes constituídos, universidades, entidades de classe e representantes da sociedade civil.

Fotos: Rodrigo Indinho/SN

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!