Avó cria três netos especiais vendendo amendoim e chopp

Cleidinalva Sampaio de Oliveira conta que recursos obtidos na venda são insuficientes para alimentação das crianças
Compartilhamentos

Por RODRIGO INDINHO

Com dificuldades financeiras, morando em uma casa alugada, sem móveis e tendo que dormir com os netos amontoados em um quarto escuro e sem ventilador, uma avó vê na venda de amendoins e chopps de frutas a esperança para oferecer às crianças dias melhores. Ela precisa de ajuda para continuar lutando.

Cleidinalva Sampaio de Oliveira, de 48 anos, é o verdadeiro retrato do termo que ser avó significa ser duas vezes mãe. Ela cuida de três crianças especiais que foram abandonadas ainda na maternidade por sua filha, de 19 anos. A jovem é dependente química e mora pelas ruas da Área Portuária de Santana.

Com ajuda de amigos da igreja, mulher luta contra os problemas familiares. Fotos: Rodrigo Indinho

As crianças, Esther, de 3 anos; Emanuel, de 2 anos; e Elias de 9 meses, são muito agitadas, têm insônia e sequelas devido às drogas utilizadas pela mãe durante a gestação.

O que complicou a vida de dona Cleidinalva é que o seu marido começou a ter problemas psicológicos, e ela não está conseguindo sair para vender seus produtos porque não tem quem cuide das crianças. Mesmo assim, ela assegura que continuará lutando.

“Apesar de todas as dificuldades, o amor fez eu não desistir de meus netos. Fui aconselhada a encaminhar para adoção, mas não tive e não tenho coragem. Decidi lutar com todas minhas forças e com fé em Deus para criar e educar meus netos mesmo eles sendo crianças com comportamentos diferentes”, comentou Cleidinalva.

Chopps…

 

…e amendoins…

 

… são vendidos por amor aos netos

Nenhuma das crianças e ninguém da família recebe benefício. Uma mulher de um bairro vizinho pega os produtos para vender. Dona Cleidinalva ganha de R$ 15 a R$ 30 por dia. Sem recursos suficientes, a avó conta também que nunca conseguiu comprar brinquedos para os netos.

“O que ganho não dá para comprar os remédios deles, massa para mingau, fraldas, roupas e alimentos para dentro de casa. Então queria pedir a quem puder que me ajude com doações, não tenho parentes aqui e preciso ter o que dar para meus netos”, solicitou.

Avó conta que netos nunca ganharam brinquedos

Amigos da Igreja do Evangelho Quadrangular do Loteamento Amazonas, em Macapá, é quem estão apoiando a família. A irmã Sinalva dos Santos foi quem acionou o Portal SelesNafes.com.

“Vejo que temos que amar o próximo e como vivencio essa situação difícil aqui, decidi fazer essa campanha para que ela possa receber doações de pessoas que Deus toque o coração para abençoar ela e sua família”, esperançou-se Sinalva.

Família mora em casa humilde

 

Apesar das dificuldades, dona Cleidinalva Sampaio de Oliveira sorri com as crianças

Doação

Quem tiver interesse em ajudar pode entrar em contato pelos telefones (96) 9180-9376 ou (96) 99109-6987. A casa da dona Cleidinalva fica na Rua: Mita Cordeiro, 1861, no Loteamento Amazonas, Zona Norte de Macapá.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!